TEMA DO ANO: NOVOS COMEÇOS
RUA JAGUARI,61-ISAURA PARENTE
68 32272226
RUA JAGUARI,61-ISAURA PARENTE
6832272226

A consolidação é uma atitude de fé – Parte 01

A consolidação é uma atitude de fé – Parte 01

Quando desejamos e decidimos ser consolidados, tomamos uma atitude de fé e o Senhor começa a trabalhar em nosso espírito. Descobrimos, então, que esse trabalho nos leva a níveis de confissão.


A nossa confissão determina o nosso êxito ou o nosso fracasso. Quando somos consolidados, o que vai manter a consolidação é a confissão diária.
Aplique a sua fé e estabeleça o êxito. A sua linguagem de fé e de auto-consolidação lhe darão o êxito. Confesse diariamente o fruto fiel. Essa linguagem gera fé no seu interior em um nível que mesmo que um barulho externo queira roubar a sua paz, você não se distrairá porque você estará estabelecido em um propósito.


“O qual, em esperança, creu contra a esperança, para que se tornasse pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência; e sem se enfraquecer na fé, considerou o seu próprio corpo já amortecido (pois tinha quase cem anos), e o amortecimento do ventre de Sara; contudo, à vista da promessa de Deus, não vacilou por incredulidade, antes foi fortalecido na fé, dando glória a Deus, e estando certíssimo de que o que Deus tinha prometido, também era poderoso para o fazer.” (Rm 4:18-21)
O exercício da linguagem é um ato consolidador. Qual a linguagem? A linguagem da fé. É por isso que a Bíblia diz que Abraão é o pai da fé, porque creu contra a esperança, segundo a promessa que havia sido feita para sua vida.


Paulo explica o nível da fé e do entendimento de Abraão, que pela sua fé, tornou-se um ato consolidador pelo nível de linguagem que foi destilada. A linguagem que você fala vai lhe consolidando. Quanto mais você profetizar sobre a sua vida, maiores serão os resultados benévolos acerca de si mesmo.


Qual é o tipo da linguagem que gera consolidação? Uma linguagem de fé. A fé vem pelo ouvir. Quem fala uma linguagem, não apenas fala, mas ouve também. Logo, entra em dois processos: o de verbalizar e o de ouvir.

Quando falamos, fazemos dois exercícios. A Bíblia diz que a fé vem pelo ouvir. Mas, não é ouvir qualquer palavra, é a palavra de Cristo, palavra ungida, palavra estabelecida, palavra de fé (Rm 10:17).


Na liberação da palavra de fé, há credibilidade. Quando não cremos, não falamos. Hoje o Espírito Santo nos consolidará em fé e creremos e falaremos. Só fala quem crê. Quem não crê não fala palavra de fé. O humanismo está infiltrado na igreja para que a palavra de fé seja substituída pela palavra humanista.


O espírito humanista veio para tentar roubar a unção do Espírito. O espírito humanista entrou com um tipo de linguagem paralela para imobilizar o discurso bíblico. Essa é a intenção do espírito humanista: imobilizar toda a operação bíblica, para que os princípios bíblicos não sejam implementados. Aí entra a fé como uma dinamite, um poder sobrenatural, que demole todo o espírito humanista que foi segmentado na alma do nosso povo e que gerou uma credibilidade falsa.


Você tem uma palavra profética, que ao ser liberada traz consolidação. Quando você entra na linguagem da fé, tudo que é contrário a situações que lhe cercam é vencido pela linguagem da fé, porque tudo é possível ao que crê.

Veja outros
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments