R. Jáguari, 215 - Isaura Parente
68 3227-2226
0
La Défense, Paris
+06 48 48 87 40

DISCIPULADO – LIDANDO COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS – 1ª PARTE

DISCIPULADO – LIDANDO COM ÁREAS PROBLEMÁTICAS – 1ª PARTE

Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus e Ele dará porque é generoso e dá com bondade a todos “ (Tiago 1:5).

Dentro de nosso ministério, esta área deve ser a de maior atenção e cuidado. O aconselhamento cristão não é uma imposição de solução ou “achismos”, mas acima de tudo a dependência de Deus para que a vontade do Senhor prevaleça em cada situação exposta.

Quando vocês (líder e discípulo) alcançarem um nível de profunda confiança, áreas problemáticas na vida do discípulo serão compartilhadas. É uma honra essas informações serem confiadas a você. Isso indicará que foram criados confiança e respeito pela liderança.

Esses são momentos especiais para você. Eles criam uma oportunidade para o dom espiritual do discernimento, ou o dom da sabedoria se manifestar por meio de você. Esse fortalecimento do Espírito Santo deve ser a base para a discussão do problema do discípulo:

A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimentoI Coríntios 12:7-8.

O modo pelo qual você vai ajudar o discípulo, mostra como um cristão deixa o Espírito Santo trabalhar com uma dificuldade. Portanto, é muito importante que você trabalhe com o problema e não apenas dê conselhos. De fato, você deve evitar dar conselho, como veremos adiante.

Existem algumas características dos dons de sabedoria e conhecimento. A presença deles mostrará ao discípulo que sua conversa não trata de uma visita a um psicólogo ou conselheiro não cristão.

Leia atenciosamente este versículo: “A sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura: e é também pacífica, bondosa e amigável. Ela é cheia de misericórdia, produz uma colheita de boas ações e é livre de preconceito e de fingimento” (Tiago 3:17),

Destaque as oito características da “sabedoria que vem do alto no versículo acima. Medite nele. Você saberá que o Espírito Santo está trabalhando por meio de você quando o que você faz ou diz apresenta essas características.

– Comece a conversa a respeito de um problema com a mente cheia do Espírito!

– Ore silenciosamente ou verbalmente enquanto o problema é compartilhado.

– Deixe claro para o discípulo que sua conversa é um compartilhamento em três vias, e que vocês dois não devem chegar a conclusões próprias.

Imagine Paulo observando vocês dois nessa discussão. Ele provavelmente dirá a alguém do seu lado, talvez a Timóteo ou a Lucas:

Eu trabalho para que os corações deles fiquem cheios de coragem. Também trabalho para que eles sejam unidos em amor e completamente enriquecidos com a certeza que a verdadeira compreensão dá. E assim conhecerão o segredo de Deus, que é o próprio Cristo. Pois ele é a chave que abre todos os tesouros escondidos do conhecimento e da sabedoria que vêm de Deus. Portanto, digo isto a vocês: não deixem que ninguém os engane com explicações falsas, mesmo que pareçam muito boas”. (Colossenses 2:2-4).

Para vocês dois ele daria este conselho carinhoso, demonstrado de forma tão bonita em todos os seus escritos: para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da gloria, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele”  (Efésios 1:17).

Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus com salmos e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração”  (Colossenses 3:16)

No próximo estudo estaremos falando sobre os passos a serem seguidos pelo discipulador(a) durante o aconselhamento.

Share on Facebook Share on twitter
Related Posts
Leave a Reply