O perdão traz a unidade

perdao
perdao

Texto base: João 21: 3 – 9

Pedro tomou a iniciativa de ir pescar, e os outros discípulos o acompanharam, mas a vontade de Pedro naquele momento era ficar sozinho, buscar o isolamento. Mas qual era o motivo de Pedro buscar isso?

Bem, para entender isso, precisamos lembrar que Pedro sempre foi apaixonado por Jesus, e sempre demonstrou isso com suas palavras e atitudes. Contudo, Pedro havia negado a Jesus na noite de sua prisão e tenho a certeza que dentro dele existia uma tristeza muito grande. Pois quando decepcionamos alguém cuja amamos ficamos tristes e abatidos.

É sobre isso que vamos falar hoje, sobre o perdão. Quantos vezes você está na célula, na igreja, mas seu coração está triste, magoado, abatido, pois fizemos algo ou sofremos, pois magoamos ou fomos magoados. E na maioria das vezes se somos feridos a primeira atitude é fechar o coração, até mesmo para o amor de Jesus.

Imagine, então, como Pedro estava se sentindo, após ter negado a pessoa mais importante de nossas vidas que é JESUS? Quando pecamos fazemos a mesma coisa que Pedro, negamos a Cristo, e qual é a nossa atitude? Nos sentimos culpados? Buscamos o perdão?

  1. Tristeza – A primeira coisa que sentimos é tristeza dentro do nosso coração, pois caímos, deixamos a nossa santidade de lado, e voltamos para o pecado. E o pior entristecemos o Senhor e ao Espirito Santo. Tenho certeza que quando você peca, essa é sua primeira reação. Achamos que não somos mais dignos de viver a vontade de Deus.
  • Culpa – Somos literalmente condenados por nós mesmo. Pedro negou a Jesus, porém Judas o traiu. Contudo, em nenhuma passagem bíblica Judas demonstra afeto por Jesus como Pedro. Judas não se arrependeu, mas sentiu remorso (Mt. 27:5). A culpa sem arrependimento gera a morte. Judas não buscou o perdão e não suportou o que tinha feito, tanto que tirou a sua própria vida.

Todos os momentos Satanás tenta trabalhar em nossas vidas para cairmos e voltarmos ao pecado, e quando isso acontece ele vem nos julgar e nos condenar, trabalha na nossa mente todos os momentos para desistimos.

Quando entendemos que erramos e que magoamos a alguém ou a Deus preciso nos arrepender verdadeiramente, é necessário arrependimento, reconhecer o seu erro e não voltar a praticar.

Jesus é nenhum momento, após ressuscitar condenou a Pedro, mas Pedro se condenou profundamente. Existem três tipos de perdão. O perdão de Deus, o perdão do próximo, e o perdão a si mesmo. Dos três, o mais difícil é perdoar a si mesmo, pois não aceitamos cair mais nos mesmos erros, fazer aquilo que um dia dizemos que nunca mais se repetiria.

Apesar de tudo que Pedro havia feito Jesus estava na praia a sua espera, pois Jesus conhecia Pedro, conhecei o caráter de Pedro. Apesar de Pedro ter negado Jesus, foi o único a defendê-lo no momento da prisão, a seguir Jesus até a prisão.

Quando Pedro ouviu a voz de Jesus, ele não pensou duas vezes, se lançou no mar e foi em busca daquele que o amava verdadeiramente que era Jesus. Podemos ter caído, falhado, errado, mas se verdadeiramente amamos a Deus e reconhecemos o nosso pecado, somos libertos, sarados, curados e acima de tudo perdoados pelo Pai.

Jesus não julgou Pedro quando o encontrou, mas creio que deve ter o abraçado.

Hoje é o dia de você se encontrar com JESUS novamente, e não importa, criança, o que tem acontecido na sua vida, Ele está de braços abertos para te receber.

Você pode ter uma aliança verdadeira com o Senhor. Basta decidir.

Deixe um comentário

Conecte-se com a rede social a qual pertence
  Se inscrever  
Notificação de

Veja outros

  • Estudos para as crianças
A Casa caiu
All articles loaded
No more articles to load
[wcs-schedule id=2]