Carregando ...

Restaurando o relacionamento do homem com Deus, através de Cristo

1Co 15:21 e 22
A festa da Páscoa é originária do judaísmo, religião tradicional dos hebreus. Trata-se de uma tradição milenar que relembra a libertação do povo hebreu. A primeira Páscoa foi comemorada enquanto os hebreus eram escravos no Egito, há cerca de 3500 anos. Ela é chamada pelos judeus como Pessach, palavra do hebraico que significa passagem e deve ser celebrado anos após ano.
Do ponto de vista do relacionamento do homem com Deus, Páscoa assume um novo sentido:
RESTAURAÇÃO
 Recuperar a posse, o domínio do que se perdeu;
 Por em bom estado – recuperar, consertar.
Fazendo um breve relato desde o início de criação observa-se que a intenção de Deus sempre foi ter relacionamento com o homem, mas este, por atitudes inconsequentes, quebrou esta aliança.

  1. A QUEDA – Gn 3:22-24
    A queda representa a separação entre o homem e Deus. Adão não somente foi afastado do jardim do Éden ao comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, ele também atraiu algumas consequências:
    Sua descendência longe de Deus. Gn 4:16
    A corrupção da humanidade. Gn 6:5-6
  2. A PÁSCOA NO EGITO – Gn 15:13,16
    O povo hebreu estava sob uma promessa de retornar para a terra que o Senhor lhes havia prometido. Deus viu a opressão que os egípcios lhes causaram assim como ouviu o clamor deles e levanta um libertador – Moisés. Êx 3:7-8
    Naquele contexto a Páscoa representa a restauração do povo em relação à promessa da terra prometida. Ela deveria ser celebrada no momento anterior à última praga, para depois ser celebrada continuamente pelo povo de Deus, ano após ano. Êx 12:3; Êx 12:6
    Para que as pessoas pudessem estar protegidas da ação do anjo da morte, Deus precisava ver o sangue do cordeiro nos umbrais das portas de suas casas. Isso faria a diferença entre o povo hebreu e os egípcios. Eles foram protegidos da praga de morte por este sinal. Êx 12:11-12
  3. A PÁSCOA COM JESUS – 1Co 5:7
    No período da Páscoa todo fermento precisava ser retirado dos alimentos judeus, porque ele representava o pecado.
    A Páscoa a partir de Jesus continua sendo livramento da morte e restauração pois aponta para a nossa libertação do pecado, através de Seu sacrifício feito na Cruz do Calvário. Nesse dia comemoramos a ressurreição de Jesus e sua vitória sobre a morte, o pecado e o diabo. Lc 24:44-47
    O nosso Cordeiro da Páscoa já enfrentou a morte e ressuscitou. Ele se entregou para viver o propósito estabelecido por Seu Pai em nosso favor. Ele enfrentou toda sorte de dores e humilhações em nosso lugar a fim de nos resgatar e nos devolver para ocupar o lugar de intimidade com o Senhor. Ele é o único caminho que nos leva à Deus. Jo 14:6
    O que representa hoje a Páscoa para você?
    Qual a libertação que você gostaria de viver – das dívidas, enfermidades – na alma e/ou no físico, pecado, indiferença?
    E o que Deus espera? Que cada um pare a rota que lhe afasta do Pai e faça o caminho de volta, que a nossa aliança e comunhão com Ele sejam restauradas. 1 Pe 1:3

Deixe um comentário

Conecte-se com a rede social a qual pertence
  Se inscrever  
Notificação de

Veja outros

All articles loaded
No more articles to load
Agenda da Semana Agenda da Semana

Send this to a friend