Taking too long? Close loading screen.

A última noite no barco

0

Texto básico: Jo 21: 1-13.

O fato de sermos filhos de Deus, não quer dizer que não temos problemas, que não temos traumas, ou abalos emocionais, que somos capazes de suportar tudo, claro que não. Na hora que suas raízes são mexidas, muitas vezes não sabemos o que fazer.

É dentro deste contexto que entramos na história desse texto. Os discípulos de Jesus tinham deixado tudo para seguir Jesus e eles seguiram com a esperança de que Ele restauraria Israel, restauraria o reino e que iria derrubar o Império Romano da época. Eles estavam comprometidos até o fim, não por causa do céu, mas porque queriam mudança na terra, por isso debatiam com Jesus sobre quem sentaria a sua esquerda e direita que trouxesse a mudança das circunstâncias.

Os discípulos o seguiam àmedida que Ele fazia coisas maravilhosas, mas quando Ele foi para a cruz, suas cabeças explodiram, o que você faria?

Os discípulos estavam medrosos, se esconderam em cavernas, nas casas, porque não era mais popular seguir Jesus, agora estavam na lista dos procurados.

Muitas vezes criticamos Tomé, por causa de sua dúvida. Mas era uma grande pressão, um trauma inacreditável. “Ele é um deles” e Pedro que o negou, estava confuso, tentando entender o que estava acontecendo.

As mulheres quando foram ao sepulcro, viram o anjo, receberam a mensagem e voltaram assustadas, contou para os discípulos que estavam trancados em casa, com medo. Ao saber da noticia, saíram dos esconderijos e foram ao sepulcro vazio. Queriam explicações para o inexplicável. Já era bastante serem chamados de hereges e lunático, doidos por terem largado tudo, seus negócios. Tudo ficou de lado e agora tinham que pregar um evangelho de alguém que ressuscitou, eles estavam confusos, inseguros e vulneráveis.  

No momento do desespero, as pessoas buscam consolo em muitas coisas, pessoas ou lugares. Pedro não buscou consolo na comida, não ficou bêbado e nem chapado com drogas, ele também não voltou para sua família. A tendência na hora da insegurança e medo é voltar para o lugar que se sente seguro.

Ele disse: Vou Pescar. Vou voltar a fazer o que gosto, tinha um comércio de peixes, era bom nisso, Jesus me encontrou fazendo isso. Deixei tudo e fui e foi assim que tudo começou a acontecer, Pedro com certeza foi tentado a voltar várias vezes para o barco. E Deus tratando Pedro para tirá-lo do barco.

  1. Jesus pede o barco de Pedro emprestado e pede para afastar da terra para pregar.
  2. Depois ele vem andando sobre as águas para encontra-los e Pedro tem que tomar a decisão se ficaria no barco com os outros ou se queria sair do barco e ter uma experiência com Deus.

Pedro tinha uma qualidade muito boa, apesar de seu gênio impetuoso, ele agia, quando viu Jesus ele gritou: Se é o Senhor, manda eu ir ter contigo. Ele saiu do barco e foi. Que Deus nos dê homens e mulheres ousados, que saiam do barco e experimentem algo com Deus.

Jesus quando o chamou disse que o faria pescador de homens, eu tenho um plano para sua vida e é maior do que tudo o que você já viveu, mas para isso preciso te tirar de onde você pensa que é bom.

Pedro quando decidiu voltar a pescar, os outros disseram: Vamos com você. O que Mateus fazia ali? Era cobrador de impostos, o interessante é que mesmo quando você está confuso, quando não sabe para onde ir, mesmo quando quer se afastar, tem pessoas que não tem noção do seu destino, apenas dizem, vamos pescar contigo.

                Depois de uma noite inteira de tentativas vãs, eles continuaram jogando a rede e puxando a rede. Tentar fazer o que Deus não quer que você faça, vai te trazer vergonha. Você se esforça, mas que outras vezes e no fim do dia, não pegou nada. Esta é a noite na vida de Pedro que tudo deu errado e no meio disso, tudo, aparece Jesus. Por que Cristo, não aparece só no sucesso, mas Ele também aparece quando nada funciona. Quando você está afundando.

O problema é que eles não o reconheceram, muitas das pessoas religiosas não reconhecem Jesus, quando Ele está diferente de como você imagina. Algumas vezes Jesus não aparece do jeito que você espera e você não O reconhece porque Ele está agindo em outra dimensão. Eles estavam tão ocupados fazendo coisas do passado, que não o perceberam.

Jesus está na praia e diz: filhos vocês tem comida (v.5) eles não reconheceram sua voz. Toda vez que Deus nos faz uma pergunta, não é por que não tem a resposta, Ele sabe tudo. Ele é onisciente. Toda vez que te fizer uma pergunta não tente ensinar Deus. Ele te pergunta porque quer que você responda e descubra que ainda não sabe as respostas. ”filhos, vocês têm algo para comer? “Não, todas as tentativas de fazer como sempre fizemos, foram frustradas.

Quando admitir que aquilo que fazemos não funciona –  é preciso muita coragem para admitir isso. É fácil criticar, novos movimentos, novas ondas, novas igrejas, novos pregadores, porque as pessoas estão indo por lá. É mais fácil criticar pessoas que acertaram do que admitir, que minhas tradições não funcionam embora tenhamos trabalhado.

Eles estavam no barco, mas João foi o único que o reconheceu, sabe por que? Porque João era um adorador. Se você quiser saber, onde Jesus está, não o procure no meio de caras de múmias, pessoas religiosas e amarradas que não adoram a Deus há anos. Procure aquela pessoa que levanta as mãos, que bate palmas e glorifica o nome do Senhor porque se alguém pode encontrar Jesus é o adorador.

Deixe uma resposta