Carregando ...

Uma família vivendo a verdade

familiavivendoaverdade
familiavivendoaverdade

Jó 42:2

Quantos entendem que família é um projeto de Deus?  Se olharmos para a palavra e para nossas experiências será que podemos dizer que esse projeto é frustrado? Quero mostrar através de Jó que é possível ter novos começos, é possível ter uma família vivendo a verdade, mesmo no meio do sofrimento, do caos.

Quando assistimos reportagens sobre catástrofes, onde árvores são arrancadas da terra, telhados inteiros voam, carros tombam como brinquedos, casas desmoronam, um muro de águas destrói as barragens e inunda a cidade, os ventos cortam e dilaceram tudo e apenas os fundamentos sobrevivem a esta fúria desenfreada de destruição, isso nos leva a pensar, o que sobrou? As bases. Essas bases podem ser usadas para a reconstrução após a tempestade. É o novo começo no meio do caos. Sabemos que em qualquer construção, as bases são de vital importância. Ela precisa ter profundidade e solidez suficientes para suportar o peso da construção e outras pressões.

Vidas são como construções, e a qualidade de sua base determinará a qualidade do seu todo.  Muita gente usa em suas construções materiais inferiores devido ao preço, e quando chegam as provas, estas construções estão arruinadas, assim como as vidas.

Jó desfrutou de uma vida cheia de prestigio, posses e pessoas, e foi subitamente atingido por todos os lados, devastado, sugado até a sua base. Entretanto, sua vida fora construída em Deus, e ele suportou. Ele saiu da riqueza à extrema miséria e no final é restituído em dobro. Muitas vezes achamos que o fato de sermos filhos de Deus nos torna isentos do sofrimento, de perdas.

Precisamos entender as 4 visões do sofrimento:

  1. A visão de Satanás – as pessoas acreditam em Deus apenas quando são prósperas e não estão sofrendo. Isto é errado.
  2. A visão dos três amigos de Jó – o sofrimento é o julgamento de Deus pelo pecado. Isto nem sempre é verdadeiro.
  3. A visão de Eliú – O sofrimento é a forma de Deus para ensinar, disciplinar e refinar. Esta é uma verdadeira, mais incompleta, explicação.
  4. A visão de Deus – O sofrimento nos faz confiar em Deus por quem Ele é, não pelo que Ele faz.

Jó arrependeu-se da sua atitude, e reconheceu o grande poder e a perfeita justiça de Deus. Pecamos ao perguntar com raiva: “se Deus está no controle, como pôde então permitir que isto acontecesse? Por estarmos presos ao tempo, incapazes de ver além deste momento, não sabemos os motivos pelos quais todas as coisas acontecem. Assim, precisamos sempre escolher entre a dúvida e a confiança. Você confiará em Deus com as suas perguntas não respondidas?

Vs.2-6 – Jó cita as perguntas que Deus lhe fizera no cap 38:2-3. Ele enfrentou Deus e admitiu que havia sido tolo. Você está usando o que não pode compreender como desculpas para a sua falta de confiança? Admita perante Deus que a sua fé não é suficiente para ao menos confiar nEle. A verdadeira fé tem inicio em tal humildade.

A posição firme de Jó no meio do sofrimento mostrou as bases que ele estava firmado. Sua fé não era uma empolgação, um mover, era muito mais forte. Ele construiu uma família vivendo a verdade e não somente falando sobre a verdade. Deus se moveu e deixou claro que os amigos de Jó estavam errados. O fato dEle não haver mencionado quaisquer pecados específicos demonstra que Ele confirmou a alegação de Jó de que levaria uma vida devota e obediente. Os amigos de Jó haviam cometido o erro de presumir que o sofrimento de Jó era por causa de pecado. Devemos ser cuidadosos e evitar fazer julgamento sobre alguém, pois Deus pode estar trabalhando de alguma forma desconhecida para nós.

Vs.7-8 – Mesmo depois de receber muitas críticas, ter sofrido com as acusações dos amigos, Jó conseguiu orar por eles. É difícil perdoar alguém que nos tenha acusado injustamente, mas Jó o fez. A atitude desse homem durante o sofrimento, com seus amigos, o perdão e a sua intercessão apesar de tudo foi a chave para um novo começo.

Vs.10 – O sacerdote dessa família pôde recomeçar sua historia quando parecia acabada, miséria total, sem nenhum filho, sem descendência, só ele e a esposa. Como recomeçar? Deus faz a novidade chegar em sua casa outra vez. Todos os irmãos e irmãs de Jó, seus conhecidos do tempo da riqueza, comeram com ele em sua casa e condoeram dele, e o consolaram de todo o mal que o Senhor lhe havia envido; cada um lhe deu dinheiro e um anel de ouro.

Vs. 12 – Assim, abençoou o Senhor o último estado de Jó mais do que o primeiro; recebeu o dobro do que perdeu tanto em patrimônio quanto em filhos, ele foi restituído e depois disso ainda viveu 140 anos e viu a seus filhos e netos até a 4ª. geração. Jó morreu velho e fato de dias (17). Pode parecer que tudo acabou, mas a palavra final é sempre de Deus. O sofrimento, a miséria, a dor cessou na vida de Jó quando intercedeu por esses “amigos” que tanto lhe oprimiram. Hoje Deus quer te dar a mesma benção, a libertação da dor, do sofrimento e trazer a restituição ao seu casamento, ao seu patrimônio. É tempo de novos começos na sua casa, seja sábio e decida contar uma nova historia.

Deixe um comentário

Conecte-se com a rede social a qual pertence
  Se inscrever  
Notificação de

Veja outros

All articles loaded
No more articles to load
Agenda da Semana Agenda da Semana

Send this to a friend