Carregando ...

A importância da aliança

aaliancaenvolveduaspartes
aaliancaenvolveduaspartes
I Samuel 4:3

Me impressiona ver o nível de amor e cuidado que o povo de Israel tinha com o tabernáculo e principalmente com a arca da aliança. Como tinham o cuidado de consultar a Deus antes de qualquer coisa, quando iam para o enfrentamento em uma guerra, na troca de governo (reis), em tudo mostravam dependência de Deus. Mas nem sempre foi assim. A casa do sacerdote Eli fez o que era mau aos olhos do Senhor e Ele decidiu romper com eles.

I Sm 2:28 mostra os planos do Senhor, mas os versículos 29 e 30 revelam a infidelidade deles. Se decidimos fazer o que queremos, andar de qualquer jeito, Deus não tem mais compromisso conosco, ficamos entregues a nossa própria sorte, arcando com as colheitas de nossas semeaduras. Por conta disso os inimigos começaram a se levantar. Satanás sabe quando andamos ou não com Deus.

A arca estava na casa do sacerdote Eli, no lugar do problema, em Siló. A palavra “Siló” deriva do termo hebraico shalah ou “descansar”. O tabernáculo foi erguido ali e a cidade tornou-se um importante santuário. Era para Israel viver no descanso, porém optou pela guerra e perdeu (4 mil homens mortos). Eles decidiram então trazer a arca do Senhor do lugar de Descanso, de Siló, entenderam que o Senhor não estava mais com eles, perderam porque estavam andando sozinhos, por opção.

Vs.5 – O alvoroço foi muito grande no arraial dos judeus. Contudo, não basta trazer a arca se o coração não estiver nEle, fazendo o que Ele mandou, servindo a Ele com alegria. Era como se o povo pensasse “os nossos problemas estão resolvidos, a arca está aqui”, só que a arca não é um amuleto. Muitos pensam que o fato de estarem indo para os cultos, está tudo resolvido, e não está; se Jesus não for o Senhor de sua vida, pode vir todos os dias na igreja e nada vai mudar. A geografia só vai mudar se a mudança começar dentro de nós mesmos.

Vs.7-8 – os filisteus ouviram a voz do jubilo. A nossa alegria, nosso regozijo incomoda o inferno. Ele se atemoriza porque sabe que um povo alegre não tem barreiras para conquistar. Os filisteus ficaram atemorizados com a presença da arca. Veja que a importância dela era grande até para os inimigos, e muitos de nós não valorizamos, não reverenciamos, não zelamos, achamos tão normal a ponto de despreza-la. Eles entendiam que a arca significava a presença de Deus no meio do seu povo.

Os filisteus mesmo atemorizados, mesmo com medo (não dos israelitas, mas do seu Deus), trataram de trabalhar a motivação de seus guerreiros (vs.9). Isso é uma lição para nós, ainda que pareça que estamos em desvantagem, não baixe a guarda, seja forte, sua postura é importante diante da guerra. REAJA E PELEJE, tome posição de quem quer vencer apesar das circunstancias. O que aconteceu? Não foram os que gritaram e fizeram festa que venceram, mas sim quem decidiu tomar posição diante da guerra (vs.10).

Deus é uma pessoa que decidiu viver dentro desta arca que somos nós, feita do barro, sem nenhum valor; Ele nos revestiu de ouro, nobreza, nos deu beleza, nos colocou no santo dos santos, no lugar da intimidade, colocou dentro de nós o pão que desceu do céu (Cristo), os mandamentos (sua palavra) e a vara de Arão que floresceu (sua escolha). O que significa isso? O valor da arca não está em nós, mas naquilo que foi colocado dentro de nós.

Todos sabem que quando Deus mandou Moises construir o tabernáculo, deu com detalhes tudo que precisava ter e separou 3 partes básicas e importantes neste tabernáculo: Átrio, Lugar Santo e Santo dos Santos.

Jesus quando disse “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (Jo.14:6), ficou claro para os judeus o que Ele queria dizer, por causa do tabernáculo. A porta de acesso ao lugar de adoração, o caminho de acesso ao lugar da intimidade é Jesus, simbolizada no tabernáculo pela porta do átrio. O lugar santo, é o lugar da verdade. O que tinha nesse lugar? A luz da Menorah, que denuncia as trevas em nossas vidas. Não era qualquer pessoa que podia entrar ali, como no átrio. Somente quem decide que a Verdade entre no seu ser, esse experimenta a Vida. No Santo dos Santos estava a Arca da Aliança. O sumo sacerdote adentrava uma vez ao ano nesse lugar. Entenda bem, para se ter a Vida de Deus tem que passar do Átrio (caminho da porta); tem que conhecer a Verdade. Onde ela está? Na pessoa de Jesus. Como isso é possível? Quando entro no lugar da intimidade, a Verdade entra em nossa vida e muda nossa história; arranca as mentiras de Satanás. Jesus ensinou isso, mesmo assim não estavam entendendo, foi então que ao morrer na cruz, o véu do templo se rasgou de alto a baixo, a separação acabou, agora quem conhece a verdade, conhece a vida abundante, quem decide viver a verdade, vive a vida eterna. Onde está a Arca do Senhor? Qual a Sua importância na sua vida? A proposta de Jesus é que Ele, a Aliança esteja dentro de nós, que sejamos pessoas que não estão apenas no Átrio, mas que entrem no Santo dos Santos, na intimidade, para ter a Verdade e a Vida em nós.
0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

All articles loaded
No more articles to load
Agenda da Semana Agenda da Semana
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Send this to a friend