Que Igreja você faz parte ?

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
igrejarenovada
igrejarenovada

Ester 1

A Pérsia era o poder mundial, e o rei, como centro deste poder, era uma das pessoas mais ricas do mundo. Os reis persas adoravam ostentar suas riquezas. Suas festas eram longas e esta durou 6 meses exatamente. Por que tanto tempo? Porque o verdadeiro propósito era planejar as estratégias de batalha. O rei Assuero queria invadir a Grécia e por isso queria demonstrar que tinha riqueza suficiente para executá-la. Vencer uma guerra não era só sobrevivência, mais um meio de adquirir riquezas, territórios e poder. E foi no meio dessa festa, quando já estavam bastante embriagados, que o rei tomou a decisão de apresentar a rainha Vasti com sua coroa. A rainha se recusou e há todo um contesto para isso: 1. Não era costume se apresentar em uma reunião pública de homens; 2. Estavam embriagados, sem controle; 3. Possivelmente ela estava gravida, sentiu-se envergonhada, porque seu filho Artaxerxes nasceu no mesmo ano em que foi deposta 483 a.C.

Qualquer que fosse o motivo, sua atitude foi uma quebra de protocolo e se tornou um crime político, contrariando uma ordem da autoridade máxima do país. Dentro deste contexto e realidade quero mostrar algumas verdades paralelas desta história com a Igreja de Jesus.

O rei aponta para Cristo, os propósitos, os planos, os projetos de conquistas, as intenções e os territórios de conquista. Temos aqui contracenando com este Rei, duas mulheres Vasti e Ester. Nós escolhemos se queremos ser Vasti ou Ester. A escolha é um ato da vontade. Vamos viver a vida cristã como Vasti ou Ester?

O rei governa e, nos intentos do rei, ele oferece certas festas. O primeiro capitulo começa com festa e, embora sempre tivesse festas no palácio, essa chama a atenção. Que festa é essa? Quando Deus se move na igreja, quando o Espirito Santo tem liberdade para agir em Sua casa, vira festa. A festa de Assuero é atual e Vasti não identificou a festa e não quis participar. Precisamos saber: Estou participando da festa que o Espírito Santo está realizando ou quer realizar em nossos dias?

Imagine a potência econômica da época onde o rei dá a festa para todos, muita gente. Interessante que nas festas anteriores não menciona a presença de Vasti, e nesse dia, Vasti fez uma outra festa. Quem era Vasti? Era rainha, tinha intimidade com o rei. Se aproximou da vontade dele, fazia parte da sua vida, conheceu a sua intimidade, era muito bonita, o Rei se orgulhava dela e tinha prazer em mostra-la, de fazê-la conhecida. Ela não chegou “chegando” na vida do Rei. Existem princípios para gerar intimidade, crescer, aprofundar relacionamento, amizade.

Qual foi o problema de Vasti? Ela pagou um preço tão alto para participar da intimidade do rei, mas perdeu isso. Chegam momentos em que as pessoas, assim como Vasti, perdem o interesse de estar na casa do rei, na intimidade do rei. “Cansei destas festas, daquele povo, eu tenho a minha própria festa pra fazer, tenho minha agenda, tenho que deixar um pouco esse negócio de célula, discipulado, ocupa muito tempo, eu tenho que cuidar da minha casa, estou cansada desta vida de crente, tenho outra festa para viver”.

Só que o rei não mudou a sua agenda, não mudou as suas ações ou intenções, porque Vasti não estava mais na Sua festa. Estamos vivendo uma época perigosa, estamos fazendo a nossa própria festa. Misericórdia. Em algum momento Vasti perde o trono. Se perdemos o coração, não temos mais nada.

A “Igreja Vastiniana” ofende e rejeita não somente o Rei, mas os príncipes, os pastores ungidos, todos os povos que há em todas as províncias do rei Assuero, os líderes, os discípulos de Jesus que são sérios, santos, verdadeiros (vs.16). Com essa “Igreja Vastiniana” que não quer o controle de Cristo, vai acontecer isso: “que Vasti não entre jamais na presença do rei Assuero” (vs.19). Está escrito: “aquele que me negar diante dos homens eu o negarei diante do meu Pai que está no céu” (Mt.10:33).

O edito real era para que Vasti não entrasse jamais na presença do rei e que o reino fosse dado a outro melhor do que ela. Ou mantemos o nosso coração sincero e mantemo-nos na festa que o Senhor está fazendo, que o Espirito Santo está fazendo, ou vamos nos tornar uma “Igreja Vastiana Renovada”, que de Renovada não tem nada.

O rei lembrou-se de Vasti, e liberou um novo edito (Et.2:3) – “Ponha o rei comissários em todas as províncias do seu reino, que reúnam todas as moças virgens, de boa aparência e formosura, na cidadela de Susã, na casa das mulheres, … deem-se lhes os seus unguentos”. – Há muitos santos e puros ainda na província, e a ordem do rei foi “deem-se lhes os unguentos”, a unção, a capacitação para quem tem o nível de intimidade com o rei. Ester caiu no agrado do rei e assim se fez. Se nos tornamos uma obra velha, engessada, sabe o que vai acontecer? Deus vai levantar outra obra, com virgens como Ester, envolvida com o rei e com suas festas.

O que agrada ao rei é deixar a nossa agenda para agradar a agenda do rei. Essa moça virgem, para se tornar rainha, tem que estar aberta para aprender, ter um coração sensível para seguir o Espírito Santo e não criar nada engessado para andar com Ele. A festa está sem graça, monótona, não tem vinho, não tem o Rei? Deus vai gerar novamente um avivamento, porque cada geração é responsável de cavar os seus poços experimentar o seu próprio mover. Qual é o mover poderoso, relevante que você está preparando para esta geração? Queremos ter o coração de Ester ou de Vasti? Que festa você quer estar?

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend