Família: O palco de nossas vidas

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
minhafamiliaeamelhor
minhafamiliaeamelhor

João 2:1-11

A família é o palco das nossas maiores alegrias e também é o cenário das dores mais profundas. É na família que celebramos a vida e é nela que choramos nossas perdas. Na família nutrimos os sonhos mais lindos, e nela também vemos muitas vezes nossos sonhos virarem pesadelos.
É curioso que Jesus se encontra na casa de uma FAMÍLIA e exatamente ali, Ele dá início ao Seu ministério de prodígios e maravilhas. É em uma família, no contexto de um casamento, que Ele realiza seu primeiro milagre, como descreve o texto.

1) A necessidade de convidar Jesus.

Caná da Galiléia era um lugar próximo de Nazaré. Provavelmente, Maria e Jesus eram conhecidos dessa família e por isso foram convidados ao casamento. Você pode ter tudo nessa terra, mas se falta a presença de Jesus, falta o principal. A exemplo daquela família que convidou Jesus, nós precisamos de Jesus Cristo em nossa vida, em nossa casa. JESUS não tem que estar em nossa casa como um simples hóspede que vem e vai, mas sim como Senhor, nosso amigo, conselheiro, consolador e refúgio de nossa ALMA.

2) Mesmo com Jesus, vamos enfrentar problemas

O fato de servir a Deus não quer dizer que estaremos blindados dos problemas naturais da vida. Também na casa de um cristão os problemas acontecem – a doença chega, a crise financeira chega, chega a dor, o constrangimento, as dificuldades. Notem que Jesus estava presente, mas faltou o vinho. O curioso é que vinho, na Bíblia, significa ALEGRIA. Às vezes falta alegria em nossas casas. Mesmo Jesus estando em nossa casa é possível haver escassez da plenitude da nossa alegria. Não estamos livres dessas provações. Somos cristãos, mas passamos por problemas.

3) É necessário identificar o problema e leva-lo à pessoa certa

Existem problemas que ainda não foram identificados e o retardamento do diagnóstico pode dificultar a cura. É muito importante ter pressa, precisão e clareza para saber o que está acontecendo dentro da nossa casa.

Vale destacar que foi uma mulher quem notou o problema, não foi o pai da noiva, nem os que serviam, nem mesmo o mestre. Creio que Deus deu a mulher algo que chamamos de “sexto sentido”. O homem muitas vezes não nota os detalhes da vida, mas a mulher vê o que o homem não vê. Maria nota que faltou o vinho, os noivos estão a ponto de passar por um grande constrangimento, mas ela tem a percepção de que algo precisava ser feito e toma uma atitude. Precisamos identificar os focos do problema na nossa casa e tratarmos deles.

Observe a sabedoria de Maria, ela não espalha nem dissemina com as pessoas o problema da família, ela não cobra os pais da noiva e nem constrange os garçons. Maria toma uma atitude prudente de correr atrás da provisão – ela leva o problema à pessoa certa: JESUS! Que lição aprendemos aqui? Coloque o problema que está te afligindo na tua casa aos pés de Jesus; apresente à pessoa certa.

4) Aguarde o tempo certo para Jesus agir e obedeça.

Jesus disse para Maria: “Mulher, ainda não é chegada a minha hora”, porque Ele não age de acordo com a nossa agenda, mas de acordo com o Seu plano eterno. Deus tem Seu tempo, Ele age da Sua forma, Ele não pode ser colocado ‘contra a parede’, Ele é Deus! E Ele faz todas as coisas conforme a Sua vontade. Certamente que lutas surgirão dentro da nossa casa, mas nós precisamos aprender a aguardar o tempo oportuno de Deus agir. Deus tem seu tempo. Ele não se apressa e nem chega atrasado.

Identificado o problema, aguardando o tempo certo, é necessário agora ter uma postura de obediência (Vs.7). Jesus não anda pela lógica. Faltou vinho e Ele manda encher as talhas de água. Quantas vezes, pela nossa falta de discernimento espiritual, questionamos a Deus, desobedecemos Suas ordens? Nossa razão se limita a ponto de nós não desenvolvermos a fé, a confiança em Deus. Na hora que surge o problema, você precisa fazer não que você acha, pensa ou sente, mas precisa obedecer completamente ao que Jesus está mandando. Nosso papel não é questionar, não é adiar, não é duvidar, mas sim obedecer.

Vivemos dias em que o casamento se tornou descartável, as pessoas casam ‘com a porta dos fundos aberta’: caso não dê certo, se separam no primeiro desencanto. Vivemos uma geração que não sabe enfrentar crises. Mas devemos nos lembrar que onde Jesus está, Ele muda as circunstancias, assim como mudou aquela água em vinho. Ali Jesus manifestou Sua Glória e os discípulos creram Nele. Meus irmãos, o melhor e mais importante lugar para a Glória de Deus se manifestar é dentro da nossa casa. Se algo está em crise, faça como Maria, procure a pessoa certa, coloque esta causa diante de Jesus, obedeça, espere e creia no Milagre.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend