Vencendo a impaciência

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
impaciencia
impaciencia

Romanos 4:18-21 

O texto de Provérbios diz que a esperança que se adia, adoece o coração. Talvez a maior dificuldade do nosso coração seja esperar. Nossa paciência é curta, nós queremos que as coisas aconteçam no nosso tempo e na nossa hora, de acordo com a nossa urgência. Nosso século é o século do imediatismo. E o grande problema surge exatamente quando queremos que Deus entre nesse imediatismo nosso e comece a agir dentro do nosso tempo.

Há aqueles que esperam com segurança, mas há aqueles que, como Abraão, esperam contra a esperança (Rm.4). Com Abraão, Deus não agiu na pressão do imediatismo. Deus não recebe ordens, nós não temos o direito de coagi-lo ou dizê-Lo o que fazer simplesmente porque queremos algo específico naquele exato momento. Deus não se submete a nada e a ninguém, Ele não se submete à necessidade da nossa agenda, Ele não se enquadra ao nosso imediatismo. Deus é soberano e Ele faz aquilo que Ele quer. Muitas vezes, Ele age de forma artesanal até, trabalhando em nós com as próprias mãos; dó muito, mas é porque Ele quer nos ensinar a esperar e confiar Nele.

Deus não tem pressa! Veja a história de Ana. Ela queria ser mãe, quiseram roubar o seu sonho, mas ela perseverou; ela creu que Deus mudaria sua história e lhe daria um filho. Ela não se desesperou, ela esperou. Vamos ver três verdades no texto de Romanos:

  1. Só pode ter esperança quem não se desespera.

Abraão começou a ouvir a voz de Deus aos 75 anos. Nessa idade muita gente já está pensando em morte, doença e aposentadoria; quer encerrar a carreira e não começar alguma coisa. Mas Abraão ainda estava começando o maior desafio da sua vida. Hoje vemos jovens agindo como se estivessem nos últimos dias de vida, estressados, ansiosos, ociosos, cansados da vida. Não há tempo, não há idade para Deus! Ele nos chama para fazer uma grande obra em nós e através de nós. Está escrito no livro do profeta Joel que os velhos sonharão. Portanto se você se acha “velho”, Deus pode começar um projeto novo na sua vida e através dela.

  1. Deus não trabalha pela lógica.

Abraão foi chamado “pai de multidões” quando ainda não tinha um descendente sequer. Sara, sua mulher, era estéril e já era velha também. Abraão significa pai de nações. Pela lógica humana, não havia condições daquele casal deixar descendentes. Ele tinha idade avançada, sua mulher era estéril e também idosa. Só que, depois de 11 anos que Deus fez a promessa de lhe dar um filho, como nada havia acontecido ainda, Sara, ao entregar sua serva Agar à Abraão, era como se estivesse lhe dizendo: Deus esqueceu a promessa.

  1. A espera é o forjar do coração.

Já fazem 11 anos que eu espero um filho e nada ainda. Abraão deite-se com minha serva Agar e nós teremos descendentes através dela. Assim nasceu Ismael”. Ismael foi fruto da impaciência de Sara e não da fé de Abraão. O desespero é oponente da fé. Nós, as vezes, queremos ‘dar um jeitinho’ em tudo só pra não ter que esperar – isso é falta de confiar na promessa. Se você tem uma promessa de Deus na sua vida espere, confie Nele. Talvez você esteja com a mesma angústia que tomou conta de Sara, talvez você esteja esperando algo há anos e ainda não aconteceu – Confie em Deus, mesmo que não haja nenhum indício de que Sua promessa vai se cumprir! Deus não precisa de lógica! Quando Ele quer, Ele faz porque Ele é Deus.

O corpo de Abraão já estava amortecido, Sara também já tinha passado da idade. A lógica e o bom censo diziam: “não pode ser”. Mas a fé dizia: “Se Deus quiser é possível”. Abraão esperou 25 anos por Isaque.  Existe um túmulo chamado impaciência, onde muitas promessas estão sepultadas. A promessa de Deus não falha (Rm.4:20-21). A chegada de Isaque foi algo tão fantástico! Quando Isaque tinha 14 anos de idade, Deus pede a Abraão que entregue Isaque como sacrifício a Ele. Deus sempre movimenta nossa fé.

Abraão poderia ter dito “ah Senhor Deus, tu me deste um filho e agora o quer de volta…”
Mas não foi isso que aconteceu! Quando Deus pediu, ele apenas obedeceu. A fé de Abraão já havia se tornado santíssima, lá atrás, quando ele aguardava a promessa. Eu imagino que as emoções de Abraão nessa hora ficaram abaladas, porque era o filho que Ele amava que estava sendo levado para ser sacrificado. O que hoje precisamos entender é que Deus sempre cumpre o que promete. Depois de 3 dias caminhando, eles avistaram o monte. Então Abraão declarou: “Fiquem aí que vou subir ao monte com Isaque para adorar ao Senhor, depois de adorar voltaremos”. Por que Abraão disse isso? Porque ele confiou que Deus era poderoso para fazer qualquer coisa! Isaque perguntou onde estava o sacrifício, e, em uma convicção inabalável de fé, ele responde: Deus Proverá!

  1. Só pode ter uma esperança que não se desespera quem descansa na providência divina.

A bíblia relata que Isaque esperou 40 anos para se casar com Rebeca, e mais 20 anos para ter seus filhos. Quanto tempo faz que você tem orado pela sua casa? Que tipo de cristão você tem sido? Isaque via seus poços sendo aterrados pelos filisteus, e o que ele fazia? Revidava? Murmurava? Não! Ele se levantava e cavava de novo outro poço. Quanto tempo tem sua espera? Qual o nome da sua espera? Chegou hora de colocarmos nossa fé no Deus que transforma, que opera, e termos a certeza de que mesmo sem nenhuma lógica ou nenhum indício de que possa dar certo, dará! Aprendamos a esperar em Deus.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend