Não Desça da Cruz

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
osinimigosdacruz
osinimigosdacruz

Marcos 15:30-32

Temos ouvido diversas palavras sobre a importância da cruz. Quando Jesus foi preso, houve uma disputa sobre quem ia para a cruz: Cristo ou Barrabás? Pilatos sabia muito bem que os principais sacerdotes estavam entregando Cristo por inveja (vs.10). Temos acompanhado várias barbaridades no Reino de Deus pelo mesmo motivo, inveja. Não só de líderes de discípulos como também de discípulos com inveja da posição do líder, inveja dos dons, da graça de Deus e ate do poder que o outro tem.

Pilatos, o que estava no poder, sabia que Cristo era inocente, sabia que as acusações eram por inveja e mesmo assim faz um plebiscito na época. No vs.12, pergunta: Que farei, então deste a quem chamais o Rei dos judeus? Ele não precisava saber a opinião popular, tinha autoridade para decidir, porém governava querendo apoio do povo, fazendo a vontade do povo, mesmo que errada.

Um líder, seja espiritual, político ou de uma organização, quando investido de autoridade precisa saber que não está ali por acaso, foi lhe dado autoridade por alguém para defender a instituição ou o órgão que representa.

Se líder espiritual – Deus o ungiu e o escolheu para fazer a vontade de Deus, não a sua e nem dos homens.

Se líder político – foi eleito ou nomeado para defender os interesses do governo quanto ao cuidado com a cidade e o povo de uma cidade, estado ou nação que o nomeou.

Da mesma forma um empresa privada – contrata seus dirigentes para defender interesses da empresa.

Vs.15 diz que Pilatos “querendo contentar a multidão” – ele governava pelos aplausos, pelos votos, para manter-se na posição e não pelo correto. É lamentável encontrar no meio das organizações religiosas dos nossos dias tantos Pilatos, que não governam honrando Deus, saíram dos princípios da ética, da moral, não defendem mais o que Deus mandou fazer ou ensinar, mas o que a multidão gosta de ouvir. Administra para contentar a multidão, ainda que esteja levando justos a morte, não se importando com o que o Senhor deixou de registro para fazer.

Quantas pessoas desviadas conhecemos? Pelo engano de Pilatos dos nossos dias, pessoas que desistiram de Jesus por causa de líderes com comportamentos errados, posturas erradas, mau testemunhos, estão tirando várias pessoas do Caminho pela decepção, frustração.

Quem você quer contentar? Sua postura tem crucificado Cristo e soltado Barrabás? Estamos repetindo a mesma cena, a mesma historia. Não bastasse a crucificação, o escarnio – Vs.30 – “salva-te a ti mesmo, descendo da cruz”.
“Descer da cruz” – Esta é a sugestão do diabo.

– Prova que o líder não conhecia e não conhece os planos de Deus.
– Prova que tinha uma visão errada de salvação;
– Prova que segue as orientações do governo do diabo e não de Deus, por isso suas atitudes são perseguição, maledicências, calúnias, opressão, morte… obras do governo satânico na terra.

Lúcifer sabia que se Jesus descesse da cruz, estaria frustrando os planos de Deus para resgate do homem, porque está escrito: sem derramamento de sangue, não há remissão de pecados, não há salvação.

Lúcifer usou sua tática de provocação – como ele tem alcançado êxito com isso! Muitos quando provocados, reagem violentamente, com ódio, com desejo de vingança sem que perceba, aceitou a proposta de descer da cruz. Todo aquele que desce da cruz desiste da morte, desiste da salvação, desiste de Cristo. Continua vivo para o mundo, mas morto para Deus. Que triste!

Todos passavam por Jesus e o provocaram. Vs.29 – blasfemavam, cuspiam, o igualaram a um ladrão. Quando o ladrão estava sendo solto, o justo estava sendo preso. A mesma inversão de valores que temos visto em nossos dias. Os ladrões andam soltos nas ruas enquanto os justos estão presos em suas casas cheios de grades, câmaras de filmagem, cerca elétrica, todo um aparato como se fossem bandidos sendo monitorados. O ladrão Barrabas sendo solto e o justo Cristo sendo preso.

Estamos vivendo isso todos os dias, quando o ladrão aqui é o diabo que roubou nossa liberdade de ir e vir, de expressão, religiosa, com tantas acusações de homofobia em tudo que falamos ou fazemos, roubou a alegria de muitas famílias, destruindo casamentos, relacionamentos familiares, roubou o sonho, o futuro, a vida, muitos se suicidando desistindo de viver. Quem é esse ladrão? Satanás. Invertendo valores, criando leis para legalizar o engano, a mentira, a destruição.

Eles provocaram Jesus igualando-o a um ladrão, até os outros condenados o insultaram (vs.32). Mas Jesus mostrou que não há salvação sem cruz, por isso foi até o fim. Não desceu da cruz, não desceu da sua posição de autoridade, de governo, de rei.

Mesmo depois de morto, quando José foi reivindicar seu corpo para o sepultar, o texto diz: vs.46 – “baixando o corpo da cruz” – descer é uma ação voluntaria, baixar o corpo, não. Ele foi conduzido, não houve expressão de vontade.

A vontade de Jesus foi cumprida na terra (cruz) e no céu (Pai). O plano de Deus deu certo, Ele cumpriu até o fim, por isso ao 3o dia, toda nossa historia foi revolucionada com o fato inédito – ELE RESSUSCITOU!

Mc.16:6-7 – Ide anunciai por onde passar que Ele vive, e vive em você. Anuncie que o governo de Deus continua soberano e não se submeta a vontade de homens ímpios; mantenha-se firme como Jesus até o fim.

 

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend