Como mante a aliança viva

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
aaliancaenvolveduaspartes
aaliancaenvolveduaspartes

Êxodo 12:35-36

O grande desafio que você tem em sua vida financeira é este: o que você vai fazer com os recursos que Deus tem lhe dado? O que você vai fazer há de revelar seu destino: você vai prosperar ou não. Infelizmente, a maioria das pessoas utiliza pessimamente, de forma equivocada, os recursos que recebem de Deus.
Houve uma transferência de riqueza dos egípcios para os hebreus. Eles saíram cheios de ouro, prata, pedras preciosas, roupas, especiarias e toda sorte de bens. Eles eram escravos, mas ficaram livres e ricos. Deus os agraciou com os bens do melhor da terra. Deus tem um propósito poderoso com seu povo: leva-lo à terra de Canaã e manifestar a promessa que havia feito a Abraão. Nesse processo Deus chama Moisés e faz uma aliança com seu povo: Ex.24:4.

Porém, enquanto Deus revelava para Moisés o segredo do seu coração, o que ia fazer com a oferta, como ia ser o tabernáculo, como Ele ia se manifestar, o diabo estava no meio do povo se manifestando para arrancar o que Deus tinha colo-cado nas mãos deles. O ouro, que deveria ter sido empregado no tabernáculo, foi parar nas mãos de Satanás (Ex.32:2-3).

Todo mês Deus coloca em suas mãos recursos financeiros, não importa o valor. Deus põe na sua mão e espera que isso chegue à casa d’Ele, para que Ele se manifesta na sua vida com a sua glória, mas esse dinheiro não chega com honra. O diabo entra e através de seu sistema ensina você a desviar o recurso que vai honrar a Deus para outras coisas. Então, por isso você aprendeu a desviar o dízimo, a oferta e as primícias da casa do Senhor. Você está com um problema sério na sua vida para resolver, é por isso que Deus não se manifesta. Seu dinheiro não está no altar, mas está no sistema de Satanás.

Como Deus vai se manifestar? Como virá com a Sua glória e majestade sobre pessoas, sobre famílias que O estão desonrando, estão desviando os recursos da casa d’Ele? O ouro que era para fazer o santuário foi desviado do tabernáculo e o dízimo que precisava estar na casa do Senhor é desviado, porque você pega o dinheiro do dízimo e paga seu carro, pega o dinheiro da oferta e das primícias e paga sua conta de luz, água e telefone e ainda diz: “Senhor, tu entendes o meu coração”. E Ele diz: “Não entendo não, você é um ladrão”. Não existe aliança se não houver sacrifício. Entenda isto: a sua aliança com Deus passa por tudo que Ele tem trazido para você, passa por tudo o que ele tem ministrado a você.

Os dízimos e as ofertas voluntárias, que precisam ir para a casa do Senhor, estão no sistema do mundo; as primícias, que precisam ir para a casa do Senhor para abençoar o sacerdote, estão no sistema de Satanás. Infelizmente, você está com um problema sério: comprou um monte de bodes e faz um bezerro para sua casa. Os bodes e o bezerro estão com a oferta que pertence ao Senhor, estão se mantendo com aquilo que não lhes pertencem, mas pertence a Deus. Isso é muito sério.

Você trabalha fora? Para manter a sua aliança viva todo mês, o que você faz com o seu dinheiro? Você sustenta a sua casa? Se você parar de dar dinheiro na sua casa, o que vai acontecer? Você arrebenta seu casamento. Mas os crentes aprenderam a desviar dinheiro da casa do Senhor.

Entenda que a sua ministração à casa de Deus não é uma prestação, não é um carnê que você paga todo mês. A sua ministração à casa de Deus é uma atitude de honra, de compromisso e aliança. Você não pode encarar seus dízimos, ofertas e primícias como uma prestação que não deu este mês, mas no próximo, se não ficar aperta-do, terá condições de dar, não é isso. Às vezes você esta apertado, então diz: “Senhor, perdoe-me, neste mês eu não pude dar meu dízimo, tem misericórdia de mim”. No mês seguinte você diz: “Neste mês eu vou dar”, então faz as contas e não dá de novo. “Senhor, perdoe-me, tem misericórdia, não vou poder dar o dízimo de novo, mas quando eu pagar minhas dívidas vou começar a dar”. Não é assim que você faz? Você tem que fazer o contrário: primeiro tire seu dízimo com honra, e a sua oferta com honra, suas primícias com honra e com o que restou você faz frente às suas demandas, as suas contas e necessidades, pois dessa forma atrairá a benção de Deus para a sua vida.

Foi o que aconteceu com os israelitas: com o ouro que Deus tinha dado para eles fizeram um bezerro. “Então disse o Senhor a Moisés: Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste subir do Egito, se tem corrompido” (Ex.32:7). O que eles fizeram? Corromperam-se. Pegaram o dinheiro de um lugar e colocaram em outro. A bíblia chama isso de corrupção. O ouro que era para fazer o santuário, para atrair a glória de Deus, foi desviado para outro lugar. O povo se tornou corrupto.

Os dízimos, as primícias e as ofertas, que têm que estar na casa do Senhor, são desviados para pagar a conta de luz, da internet, da TV a cabo, porque não se pode ficar sem TV a cabo, mas Senhor pode ficar sem o dízimo. Se você age assim, sabe o que esta fazendo? Construindo um bezerro e comprando bodes. Até quando? Quando alguém começa a fazer isso, acha que está certo, que Deus tem que entender que ele está apertado, que usou o recurso para fazer um bezerro. Ele continua a ir aos cultos, a cantar l ouvores, a falar em línguas e até a profetizar, mas tem um bezerro em casa (Ex.32:35).

Deus se aproxima do homem que o honra com ofertas. Deus pediu ofertas: “Façam para mim um santuário; quando vocês fizerem o santuário com a oferta, eu vou descer com toda minha glória”.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend