Nascidos de Deus

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
nascidodedeus
nascidodedeus

João 3:5.

O desejo do coração de Deus ao enviar seu Filho unigênito na terra para pagar o preço pelos nossos pecados, é nos tornar FILHOS, pessoas que através do sacrifício da cruz possam nascer dEle, ter a suas características, personalidade e o seu caráter; pessoas que escolheram ter uma aliança eterna com Deus e que através de Jesus, conquistaram a filiação no Pai perfeito.

O único no velho testamento que foi chamado “filho de Deus” foi Adão. Adão foi geração do próprio Deus, mas com a queda do homem foi necessário enviar um segundo Adão – o perfeito Jesus – para que através do seu sangue pudéssemos recuperar a nossa filiação e nascermos novamente de Deus. O novo nascimento significa um retorno para Deus e para a nossa origem.

Muitos se auto intitulam “filhos de Deus” mas não tem uma vida pautada nessa aliança. Segundo o apostolo Joao, existem características nos nascidos de Deus que são insubstituíveis e irrevogáveis, que Deus como um pai perfeito nunca abrirá mão:

1) “Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus” (I João 3:9).

Pecar significa errar o alvo, transgredir a lei de Deus; são ações que ferem a Sua palavra e a Sua santidade. Aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado.
No novo nascimento recebemos a Semente de Cristo, com isso aprendemos a amar o que Cristo ama e a odiar o que Cristo odeia. Aquele que nasce de Deus odeia o pecado e luta arduamente contra ele; o pecado não faz parte do seu estilo de vida. Aquele que se diz nascido de Deus mas vive pecando ainda não nasceu verdadeiramente dEle.

I João 3:3 – Um nascido de Deus busca a pureza, vive a santidade como um estilo de vida e não abre mão da sua herança pelos prazeres passageiros dessa terra.

2) “…aquele que ama é nascido de Deus…” (I João 4:7).

O amor é o fundamento de tudo. DEUS é amor. Ele amou o mundo de tal maneira que entregou o seu Filho por amor a cada um de nós (Jo.3:16). Se somos nascidos de Deus, o amor habita em nós. Este é um amor sem condições ou trocas; e através desse amor podemos comprovar se somos nascidos de Deus ou não.
A) “Porque nisto consiste o amor a Deus: obedecer aos seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados” (I João 5:3).

Quem é nascido de Deus ama os seus mandamentos. O filho de Deus tem um caso de amor com as escrituras, e sabe que os mandamentos de Deus são vida, por isso os vive de maneira integral. Esses mandamentos não são pesados a serem cumpridos, porque por mais difícil que seja para o nosso homem carnal cumprir os mandamentos, o amor de um filho para com o seu Pai torna a obediência leve.

B) Amar o nosso irmão (I João 4:11)

A bíblia nos diz que se dissermos que amamos a Deus e não amamos o nosso irmão somos mentirosos. Este não é somente um amor de palavras, mais do que isso, um amor de ações; e não é qualquer amor, mas sim, um amor incondicional que serve uns aos outros. Se somos nascidos de Deus, o nos-so papel não é ser servido mas servir aos nossos irmãos e ama-los independente das circunstâncias (Mt.20:28).

3) “…e conhece a Deus”.

Quando somos nascidos de Deus temos a personalidade do Pai, mas só adquirimos o seu caráter O conhecendo, pois nascer de Deus consiste também em crescer Nele e só crescemos em Deus quando O conhecemos, quando investimos tempo em um relacionamento profundo e íntimo com Ele. Como podemos conhecer a Deus sem investir tempo? Se falamos aquilo que não vivemos, somos hipócritas e não nascemos dEle. Ser nascido de Deus é amar a Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de toda a sua força, e de todo o seu entendimento (Lc.10:27), é investir tempo buscando mais Dele.

4) “Se vocês sabem que ele é justo, saibam também que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele” (I João 2:29).

Justiça é a particularidade de todo aquele que é justo e correto, aquele que procura a retidão em tudo o que faz.

Quando somos nascidos de Deus temos um senso de justiça apurado e verdadeiro, fazemos aquilo que é correto e justo diante de Deus, ainda que ninguém o faça, pois o nosso padrão e sistema quando nascemos de Deus muda, se torna um padrão e sistema do céu, padrão divino e fundamentado nas escrituras. Os nascidos de Deus tem uma retidão intacta diante de Deus e dos homens.

5) “O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (I João 5:4 + Hb.11:1; Tg.2:7; Jo.3:8; I Jo.5:1).

Existem pessoas que são derrotadas pelo mundo e seu sistema porque ainda não nasceram de Deus, somente os nascidos de Deus vencem o mundo. Quem é nascido de Deus tem uma maneira diferente de ver e viver a situações difíceis da vida. Ele não vive segundo o padrão do mundo, nem segundo aquilo que pode ver, mas vence o mundo, o pecado, as dificuldades, as crises, os problemas que o abatem através da Fé. A fé não é simples-mente um sentimento, mas uma ação que condiz com o discurso.

Aquele que é nascido de Deus se entrega nas mãos do seu pai. Ainda que ele não saiba para onde vai, mas ele está sempre convicto do seu futuro e certo de que o seu passado foi apagado pelo sangue de Jesus.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend