A importância de uma vida

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
aimportanciadeumavida
aimportanciadeumavida

Lucas 19:1-10

Vivemos num mundo capitalista onde o valor das pessoas é medido pelo que tem e não mais pelo que são. Por conta disso a busca desenfreada pelas riquezas aumentou, deixando as pessoas fora de controle para obter o que querem, não se importando se tem que fazer o que nunca fez, roubar, enganar, trapacear, matar…, enfim, as pessoas têm surpreendido elas mesmas onde perderam a vergonha e o pudor para ter, a despeito de qualquer circunstancias ou pessoas.

Este homem judeu, era morador de Jericó, maioral dos publicanos e rico. Coletor de impostos romano, seu nome era Zaqueu. Ele ouviu falar de Jesus e soube que Ele estava na cidade, havia alvoroço, multidões seguiam Jesus. A curiosidade de Zaqueu foi ativada e desejou também ver quem era Jesus, mas não podia.

Haviam alguns impedimentos que a Bíblia retrata: a multidão e sua estatura. Muitas pessoas desejam até ver e conhecer a Jesus mais também esbarram em alguns impedimentos, tais como:

  1. Posição social (vs.2) – maioral publicano, rico, coletor de impostos romano.
  2. Riquezas – sente-se de uma classe elitista e não quer se misturar com a multidão, com o povo mais simples. Se apoia nas riquezas e pensa que não precisa de Deus, todas as suas necessidades são supridas pelo dinheiro que possui.
  3. Multidões (vs.3) – As multidões podem ser benção mas também tropeço na vida de muitos. Enquanto caminha no passo da multidão e depende de Deus vai bem, devagar mais vai, mas quando começa a encolher diante da multidão, e ouve mais a sua voz do que a de Deus, é engolido por ela, se sente como Zaqueu de pequena estatura e não consegue mais enxergar o caminho por onde está andando.
  4. Pequena estatura (vs.3) – física e emocional – seu tamanho pequeno talvez o levasse a ter muitos complexos, sua autoestima era baixa, pensamentos de impossibilidade, “não sou digno”; “incapaz”; sem visão.

Zaqueu decidiu romper com tudo por um objetivo, propósito – quero ver esse homem, preciso saber o que ele tem que essa multidão anda atrás dele. Talvez o desejo intenso nem fosse exatamente pela pessoa de Jesus, mas: o que ele tem que o faz tão famoso para arrastar multidões? “Também quero isso para minha vida”, já que era ganancioso e estava sempre querendo mais. Contudo, não importa o motivo, importa o que ele fez para chegar perto de Jesus. Zaqueu pagou um preço para que isso acontecesse, preço que muitas vezes não estamos dispostos a pagar. O que ele fez? Tirou os impedimentos:

1) Posição social – não se importou com sua posição social, e correu na frente da multidão. Se queremos crescer em Deus, precisamos fazer o que poucos fazem, correr, tomar a frente. Por mais ridículo que parecesse subir numa arvore onde teria uma visão ampliada, ele decidiu fazer isso. Zaqueu não se preocupava com o ridículo, Ele queria ver o Reino de Deus. Subir em uma árvore não é tão fácil como parece, é difícil. Levantar de madrugada para orar, é subir o sicômoro, tem a dificuldade na condução, tem a dificuldade com o sono, com a companhia para sair de casa de madrugada, é difícil, mas aquele que sobe, é visto pelo mestre.

2) multidões – era como uma muralha à sua frente, barreiras enormes que ele não conseguia superar, mas ele decidiu passar à frente. Quando uma barreira se coloca em nosso caminho temos que ter a visão de “como vou superá-la” ao invés de reclamar dela. Zaqueu era um visionário. Se quero algo mais de Deus, preciso sair da mesmice, e correr na frente. Quando você corre, conquista. O que aconteceu com este homem? Recebeu um tratamento diferenciado, não pelo dinheiro que tinha, não pela posição que ocupava, mas pela atitude que tomou.

Jesus chegou exatamente onde ele estava, debaixo do sicômoro, e olhando para cima, falou com ele. Jesus o chamou pelo nome: Zaqueu. Quero destacar 3 coisas neste versículo 5:

1- Olhando para cima – a direção que Jesus olhou. Mesmo Zaqueu não entendendo nada naquele momento, Jesus já sinalizava a transformação de vida que ele iria passar, por chegar no lugar certo. Que lugar era esse? Em cima do sicômoro? Não, a corrida de Zaqueu, o colocou num lugar que Jesus quer que todos nós estejamos. Ef.1:20.

2- Jesus o chamou pelo nome – o tratamento de Jesus conosco é pessoal e direto, Ele sabe exatamente quem somos. Ele disse “desce depressa”, Jesus está advertindo: ei, este lugar é bom para você? Então traga outros para cá também, desce depressa e vai buscar o pecador.

3- O melhor lugar – o melhor lugar que Jesus deseja estar é em sua casa, com sua família. “Pois me convém ficar hoje em tua casa” (vs.5). A vida deste homem, mudou porque começou na sua casa. Sua casa é o melhor lugar que Jesus decidiu ficar.

4- O resultado (vs.7) – “ele desceu a toda a pressa e o recebeu com alegria” – o encontro com Jesus, seja em que circunstancia for, provoca alegria (Ne.8:10). A presença de Jesus nos faz fortes mesmo no meio da luta, dos problemas.

Quando encontramos com Jesus há mudança de valores e transformação de vidas, quando encontramos com Ele nunca mais somos os mesmos (vs.8).

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend