Celebrando a Vitória

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
celebrandoavitoria
celebrandoavitoria

Samuel 18:6

Israel desde o início se tornou um referencial para nós. Todos os seus acontecimentos retratam nosso dia a dia. Me impressiono de ver a clareza de Deus falando conosco.

Estavam debaixo de uma dominação filisteia, impotentes, sendo oprimidos, ridicularizados e desafiados diariamente pelo gigante Golias, e Saul, juntamente com suas tropas, não sabia o que fazer; Permaneciam quietos com uma mistura de medo e ódio ao mesmo tempo.

Quando Davi mata o gigante, os demais filisteus fogem. As mulheres cantaram dando honras a Davi mais do que a Saul, naturalmente pelo que tinha acabado de fazer, tirando a afronta sobre Israel.

O que fica claro é que a popularidade de Davi crescente e seu sucesso militar são registrados em paralelo com as revelações do comporta-mento esquizofrênico de Saul (I Sm 18:11 – que arrojou, dizendo: encravarei a Davi na parede. Porém, Davi se desviou dele por duas vezes).

Todo este capítulo 18 mostra Saul com inveja e medo de Davi, chegando até a desejar destruí-lo, ao mesmo tempo em que, em algumas ocasiões, ele valorizava Davi o suficiente para recompensa-lo com serviços. As vitorias constantes de Davi como guerreiro são resumidas pelo uso de uma raiz que combina as virtudes do sucesso e da sabedoria.

O que infelizmente temos visto no meio da Igreja de Jesus é este mesmo sentimento de Saul. Sentimento de inveja, comportamentos esquizofrênicos tentando apagar a luz daqueles que brilham. Saul tentou matar Davi com sua lança; quando era visitado pelo espirito maligno, se transformava, Davi dedilhava um louvor com seu instrumento de cordas, e era como o acalmava por muito pouco tempo.

A inveja é um misto de desgosto e ódio provocado pela prosperidade ou a alegria de outrem. Temos ciúme do que é nosso, inveja do que o próximo possui. O rei Saul tinha patrimônio, mais Davi tinha prestigio, carisma de guerreiro, isso o irritava profundamente, principalmente depois que as mulheres de todas as cidades de Israel deram maior honra a Davi.

Saul viu que não conseguia mata-lo, o expôs diante dos exércitos filisteus, quando dizia consigo: “não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus”. Mesmo assim a boa mão do Senhor era com Davi, e Saul viu isso e reconheceu que o Senhor era com Davi (vs.28).

O que aprendemos aqui?

1. Somos frutos da escolha de Deus.

Deus tinha escolhido Saul, porém por causa de sua desobediência, Davi foi escolhido, ungido e usado por Deus.

2. Os escolhidos são guerreiros valentes e guerreia as guerras do Senhor.

Estes ungidos guerreiros não temem seus inimigos, não se importam com sua superioridade bélica, ou quantidade de pessoas, tem uma certeza: maior é o que está em nós do que o que está neles.

3. Não desiste por causa dos invejosos.

O sucesso de Davi, que deveria alegrar Saul, despertou ciúmes, e mesmo assim, Davi não desistiu, não recuou.

4. A perseguição nos impulsiona a lutar e nunca desistir.

Quanto mais perseguem os cristãos, maior resistência eles têm para enfrentar de cabeça erguida.

5. Toda conquista deve ser celebrada.

Deus vai colocar mulheres santas para dançar e celebrar cada guerra vencida. “Aquilo que não celebramos não temos direito a viver de novo”. Sua atitude mental deve mudar diante das guerras e dificuldades. Alegria, esta é sua maior arma de guerra, funciona.

6. Os soldados aliados a Davi foram aumentando, engrossando as fileiras dos guerreiros.

Nosso sonho de conquista de nossa cidade está entrando em nova fase, vidas estão se convertendo a Jesus, engrossando as fileiras a ponto se se tornar um poderoso exercito.

7. Nada e ninguém pode deter a obra de Deus em nossa vida quando somos chamados e escolhidos para dar fruto, e fruto em abundância.

Por isso neste 23 anos de conquista de nossa cidade, todos os líderes estão de parabéns, vocês são guerreiros, não afrouxaram, não foram para o mundo pecar, mas estão firmes na proposta de conquista.

“Porque foram fiéis no pouco, sobre o muito os colocarei”, diz o Senhor.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana