A Graça

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
agraca
agraca

Lucas 23:39-43

Jesus é nosso modelo e caminho a ser seguido. Até no momento em que sentia terríveis dores pendurado na cruz, Ele foi capaz de amar. Fez um amigo ali na cruz. O olhar de Jesus ali na cruz não era um olhar de dor e sim um olhar da Graça de Deus.

Jesus poderia sentir indignação pela injustiça que estava sendo feita contra ele; poderia sentir-se superior aos outros que estavam sendo crucificados merecidamente por seus erros, mas preferiu se posicionar como um igual, levando sobre si o peso de nossos pecados.

Muitas vezes nós não somos assim. Transmitimos nossos problemas para as outras pessoas e as culpamos por nossas dificuldades. Sempre procuramos alguém para descontar nossos desaforos.

Gostaria de lhe perguntar: Você seria amigo de um ladrão? Certamente teria dificuldade por não confiar em tal pessoa. Jesus era diferente porque manifestava a Graça de Deus não importando as circunstâncias ou quem quer que fosse.

Graça é favor imerecido; algo que é feito para alguém que não merece, não pediu e nem deseja, mas que é feito de maneira gratuita e sem esperar retorno. Você conhece a Graça de Deus?

Vamos refletir sobre a atitude de Jesus na cruz e aprender sobre a Graça de Deus:

1. Graça para amar

Para amar as pessoas, precisamos da graça de Deus. Somente com um olhar gracioso e sem pretensões ou interesses podemos amar as pessoas. Se formos esperar retorno ou ser correspondidos, seremos decepcionados.

O amor de Cristo nos ensina, nos motiva amar, ninguém tem maior amor do que este. Este amor deve ser o que devemos ter para conosco e com nosso próximo (Lucas 6.32-35).

A cruz de Cristo é a maior expressão de Amor. Jesus amou os ladrões na cruz sem esperar nada em troca. Jesus amou dois ladrões que nunca quiseram saber dele. Ele os amou sem discriminação e interesse. Amou porque tinha a graça de Deus!

Se você estiver no meio de pessoas que não merecem seu carinho e amor, lembre-se de Jesus na cruz olhando para aqueles soldados, para os fariseus, que lhe maltratavam e mesmo assim ele demonstrou amor. O amor é mais que um sentimento. O amor é uma ordenança, um mandamento (Rm.12:9-10,16). Quando estiver com dificuldades de amar, peça ao Senhor graça.

2. Graça para perdoar (vs.34)

Mesmo sentindo fortes dores, Jesus ainda conseguiu sentir algo mais forte que é o amor para Perdoar. Se Jesus fosse olhar para os nossos merecimentos, ele não nos perdoaria exatamente porque não merecemos.

Jesus liberou palavras de perdão para os soldados, escribas e fariseus, mesmo sem eles pedirem ou acreditarem. Jesus perdoou o ladrão que o insultava por não acreditar nele. Quem não conhece a Graça de Deus que ama e perdoa, não por merecimento, mas por misericórdia, estranha e não compreende isso.

Jesus disse que “aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama” (Lc.7:47). Mas quem recebeu este perdão compreende a Graça de Deus. Através da graça do perdão, abrimos o caminho para Deus trazer a cura e a restauração. A graça de Deus te capacita a perdoar!

Quando for ofendido por alguém e sentir dor, lembre-se das dores que Jesus sentiu na cruz e peça que lhe dê Graça para Perdoar quem te ofendeu. E quando alguém te perguntar por que você perdoou quem não merece, responda que é por que Cristo te perdoou!

3. Graça para salvar (vs.43).

Quando passamos por problemas e dificuldades, a primeira coisa que pensamos é que nossos sonhos se acabaram e nossa tendência é começar a pensar coisas ruins e em desistir de tudo.

Naqueles últimos momentos ali na cruz, Jesus não desistiu. Ele foi capaz de sonhar, olhar para o céu e lembrar que existe um paraíso.

Quando o ladrão da direita pediu ao Senhor que se lembrasse dele ao entrar no paraíso, Jesus o garantiu que estariam juntos neste paraíso. Somente pela Graça de Deus é possível alguém estar pendurado numa cruz e ainda pensar e ter forças para falar em paraíso confortando outra pessoa.

O que fortalecia Jesus naquele momento foi que se Ele olhasse para baixo e visse as pessoas o ofendendo e ferindo, ou olhasse para seu corpo machucado, Ele desanimaria; mas Ele preferiu olhar para cima e contemplar o céu, sonhando com o Paraíso de Deus que o esperava.

Quando você estiver quase desistindo e desanimando, lembre-se de Jesus que, até na cruz, foi capaz de sonhar e falar palavras de esperança.

Muitas vezes somos como o ladrão da esquerda que achou que porque Jesus se sujeitou aquela situação, então era merecedor do sofrimento. Mas, pela Graça entendemos que foi justamente por enfrentar a cruz que Jesus foi merecedor da Glória.

Nós também temos que enfrentar a cruz e aprender a buscar a Graça que nos fortalece. Nós somos o amigo de Jesus na cruz. Somos dignos do sofrimento por causa de nossos pecados, mas recebemos o perdão, o amor e a salvação de Deus, recebemos a graça!

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend