Uma Fortaleza Chamada Jericó

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
jerico
jerico

Josué 1:11; Josué 6:1-21

Você está diante de um desafio do tamanho de Jericó? Você está diante de muros altos demais para escalar e fortalezas fortes demais para derrubar? Está lidando com uma dificuldade, ou uma derrota, que está te impedindo de entrar na terra prometida? Vamos aprender então com Josué como vencer esses desafios.

Os filhos de Israel tinham passado o Jordão a pé enxuto, viram o grande milagre, mas entre eles e a terra prometida por Deus, estava aquela cidade indestrutível aos seus olhos: Jericó, a fortaleza dos cananeus. Os muros eram imensos, envolviam a cidade como uma armadura, tinham treze metros de altura, impenetráveis.

Deus tinha dado uma promessa, como também uma certeza (Josué 1:11). Tomar posse, significa “ocupar” (expulsando moradores antigos e assumindo a propriedade). Nem sempre é fácil. Para entrar na terra e tomar posse exige uma desapropriação do inimigo, e ele não entrega sem lutar.

Jericó estava sitiada, não entravam e não saiam, os moradores estavam atemorizados. De acordo com o relato de Raabe para os espias, estavam desmaiados de terror pela presença dos hebreus e pelo poder do seu Deus, mas eles lutariam, não iam se render, afinal, a cidade ainda era uma fortaleza. A batalha de Josué era, portanto, uma batalha espiritual.

Nós também, assim como o povo de Israel, temos promessas, temos uma herança que Jesus Cristo nos prometeu. Mas para tomar posse dessas promessas enfrentamos grandes batalhas.

Muitas vezes, nos encontramos em igual situação. Quando pensamos que vamos tomar posse da benção, do milagre, colocar nossos pés na terra e entrar, avistamos uma grande Jericó que parece zombar de nossa esperança.

A palavra de Deus para Josué e mesma palavra para nós (Josué 1:6) “seja forte e corajoso”, não dê ouvidos ao seu medo, não recue diante de suas preocupações, possua a terra que Deus lhe deu. Tome posse de tua herança.

Nenhum grito de guerra, nenhuma luta de homem contra homem, nenhuma espada desembainhada, nenhuma lança arremessada, apenas sacerdotes, trombetas, marcha e silencio.

Que tipo de guerra é essa? Guerra espiritual, toda guerra é espiritual, todo conflito é uma luta contra satanás e suas forças. Embora sejamos humanos não podemos lutar segundo o padrão humano (II Co.10:3-5).

Assim como Jericó era uma fortaleza em Canaã que impedia os hebreus de possuírem sua herança, assim também nós possuímos fortalezas em nossas vidas, que não permitem que as promessas de nosso Deus se realizem, não entramos no nosso descanso, não andamos em novidade de vida, não usufruímos das bênçãos completas de Deus, tem uma Jericó nos impedindo.

O apostolo Paulo usou a palavra fortaleza para descrever uma mentalidade ou posturas, definiu uma fortaleza como argumento ou pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus. É uma convicção, uma expectativa ou crença que tenta interferir na verdade.

É um princípio falso, que nega a promessa de Deus, e se levanta contra o conhecimento de Deus. Deus fez a promessa, a terra é de vocês, podem entrar e tomar posse, mas o princípio falso argumenta.

A maioria de nós não reconhece as fortalezas, vivemos à sombra de Jericó, que suga toda nossa alegria de estamos na casa de Deus, nossas forças para orar, ler a bíblia, testemunhar, olhamos para as Jericós da vida e paralisamos, por causa das fortalezas da mente.

Mas não precisa ser assim, nossas armas são de Deus e temos o poder para “destruir fortalezas”.

Nós precisamos quebrar as fortalezas, ver Jericó cair por terra. O segredo é, manter Deus no centro.

A arca da aliança era o símbolo da presença do Senhor e Josué colocou a arca no centro. Cada atividade do arraial girava em torno da arca. Temos que manter Deus no centro, usando as armas da oração, adoração, louvor, cânticos, comunhão. Jesus disse que estaria sempre conosco, Ele está no nosso meio, Ele é o centro, tudo tem que acontecer e girar em redor Dele.

Sua batalha contra o diabo é igualmente desafiadora, mas com Deus no centro, Jesus no coração, você já tem a vitória completa. Marche como um conquistador da terra prometida.

“Gritou, pois, o povo, e os sacerdotes tocaram as trombetas; ouvindo o povo o sonido da trombeta, deu um grande brado, e o muro caiu rente com o chão, e o povo subiu à cidade, cada qual para o lugar que lhe ficava defronte, e tomaram a cidade. Assim conquistaram os hebreus Jericó.”

Nós também estamos esperando o sinal do nosso Josué (Yeshua), ele dará um sinal, a trombeta soará ele reclamará para si todo espólio e repelirá de uma vez por todas, toda fortaleza de demônios, ele fará mais uma vez o que fez em Canaã (I Ts.4:16). Até isso acontecer, continue marchando. Vença suas fortalezas com as armas espirituais da adoração, das escrituras e da oração. Deixe todo princípio falso para trás. Deixe Jesus no centro. Você vai entrar na terra da promessa, continue crendo, seja obediente, em apenas sete voltas sua Jericó cairá.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend