Shavuot a festa de Pentecostes

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
nbn-shavuot-3
nbn-shavuot-3

Texto: Levíticos 23:15-16, 21

Pentecostes é uma festa de gratidão a Deus por tantas bênçãos já recebidas em nossas vidas. É também uma festa de alegria pelas bênçãos que o Senhor está nos entregando agora.

Pentecostes é a festa da renovação. Deus nos renova na obediência à sua lei, nos renova com o poder do Seus Espirito, e nos renova na alegria e gratidão por suas bênçãos, tanto materiais quanto espirituais.

Todo o mover da festa está voltado a uma celebração especifica à Deus, pois o homem do campo em tudo dependia do Senhor e do Seu favor e misericórdia, para que se pudesse fazer uma colheita importante.

Ao final da colheita do cereal, acontecia a festa com a entrega das primícias. Cada pessoa que plantava, depois da colheita, levava ao templo uma semente de honra que era entregue ao sacerdote, dos seus primeiros frutos. (Ezequiel 44: 30)

Os principais frutos primiciados:

Trigo – colheita e provisão

O trigo aponta para Jesus e para a grande colheita. Jesus é o trigo que veio do céu e nasceu da terra, por isso, Ele é a nossa primícia que vence os tempos difíceis e nos ajuda a ter êxito nas outras estações complicadas.

Cevada – alegria e multiplicação

A fidelidade de Deus manifestada mesmo no inverno mais rigoroso, vence o inverno, vence o tempo difícil.

Figo – doçura e velocidade de resposta

A primícia restitui a doçura da nossa vida e família e traz sombra para nossa gente, pois a figueira representa Israel e a Palavra. Ela nos garante velocidade de resposta.

Romã – domínio de território

Como amadurece somente no fim do verão, eram usadas as folhas das romãs para ornamentação, já antecipando os frutos, gestando pela fé o fruto que se manifestaria na estação própria. Isso sinaliza a conquista que está por vir.

Oliva – unção e santidade

Pelo menos quatro bênçãos saem deste fruto: óleo para fazer sabão (o Senhor é quem limpa nossas vestes), óleo para acender a luz (Ele é quem acende o Menorah completo dentro de nós), óleo para comer (o Senhor é nosso alimento), e o óleo mais puro, óleo para unção (o Senhor consolida a unção e a santidade no Getsemani, o lugar da prensa).

Tâmara – promessa que se cumpre

Este é o mel da promessa. Uma tamareira chega a beber até 500 litros de água por dia, então, como pode uma terra tão seca por fora, mas cheia de oásis e fontes internas no solo? As vezes pensamos que estamos sem condições alguma de vencer, como se nossa fonte secasse, mas se aprofundarmos nossas raízes, com certeza estaremos supridos, pois raízes profundas encontram mananciais.

Então podemos entender a relação entre as primícias e pentecostes, são celebrações de Gratidão a Deus.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend