Carregando ...

O Sétimo Milênio

anomilenar
anomilenar

A Criação do mundo em 6 dias, e ao sétimo, o descanso de Deus.

Esse foi o modelo do Planeta, com relação à vinda de Cristo e à Nova Terra restaurada. A semana da Criação em 6 dias, e o descanso da Criação no sétimo dia, são profeticamente os 6000 anos que já se passaram, e o sétimo milênio, será o sábado milenial, em que a terra descansará.

Contagem do tempo

É interessante observar a contagem do tempo na Bíblia.

– De Adão até Abraão, podemos contar aproximadamente 2 mil anos.
– De Abraão até a morte de Jesus (com aproximadamente 33 anos de idade), mais 2 mil anos.
– De lá até aqui, aproximadamente mais 2 mil anos.

Muitos acreditam que isto não é uma coincidência. Na verdade, muitos estudiosos cristãos acreditam que estes períodos fazem parte da “semana milenar” da história da humanidade, tomando como base os textos de Sl.90:4 e II Pe.3:8, onde a bíblia diz que 1 dia é o mesmo que 1000 anos para o Senhor e vice-versa.

Sendo assim, esses 6 mil anos decorridos até aqui, somados a um último Milênio, formariam esta semana milenar. Comparando isto à semana da criação, onde Deus trabalhou 6 dias e descansou no sétimo, entende-se que, após estes 6 milênios, haverá um milênio de descanso, como de fato é profetizado sobre o Reino Milenar de Cristo (Ap.20).

Coincidência ou não, até na cultura judaica existe uma crença de que a vinda do Messias ao mundo deve acontecer 6 mil anos após a criação de Adão. E ainda, outras informações e passagens bíblicas deixam esta história mais intrigante.

Pode-se dizer, por exemplo, que houve 3 eras distintas:

A Era dos Gentios – que foram os primeiros 2 mil anos, já que ainda não havia o povo prometi-do.
A Era dos Judeus – os 2 mil anos entre Abraão e Jesus.
A Era da Igreja – E estes últimos.

Esta divisão chama nossa atenção, já que cremos que as escrituras e as profecias tratam distintivamente sobre estes 3 povos (I Co.10:32).

Seria, então, o Reino Milenar, a Era de Cristo?

Outro ponto interessante: se considerarmos os 4 mil anos entre a criação e a morte de Jesus como quatro dias desta semana milenar, podemos encontrar elementos da primeira Páscoa, onde Deus instruiu o povo de Israel a separar um cordeiro sem defeito e o imolar apenas 4 dias depois disso (Ex.12). Sabemos que este cordeiro era, sem dúvida, uma sombra de Jesus, que celebrou a verdadeira Páscoa ao instituir a Santa Ceia. Porém, se levarmos em conta que em I Pe.1:20 e Ap.13:8 a bíblia diz que Jesus já havia sido preparado para isso antes da criação do mundo, mas só se manifestou 4 mil anos depois, toda esta história fica ainda mais interessante.

Ficou curioso? Ficará mais ainda ao lembrar que, na semana da criação, mesmo Deus havendo criado a luz antes de tudo, o sol só foi criado no quarto dia e, só depois disso, os seres viventes na Terra. Assim como o nosso Sol da Justiça veio ao mundo, depois de 4 milênios, para brilhar a Sua luz sobre nós e trazer de volta a vida aos homens.

Outro texto intrigante é Oseias 5:14 a 6:3. Nele, o profeta fala de um tempo em que o Senhor viria como um leão, mas deixaria o povo de Israel despedaçado e voltaria ao Seu lugar (os céus) até que eles se arrependessem. Dois dias depois, Ele voltaria para os revigorar e eles viveriam diante dEle a partir do terceiro dia. O versículo 3 ainda confirma que o contexto aqui é a Vinda do Senhor.

Ainda mais, em Tg.5:7-8, o novo testamento parece fazer referência a este texto, falando sobre a segunda vinda de Jesus.

Pensando assim, ficaria mais fácil entender porque Pedro disse em At.2:17 que, desde aquela época, estamos vivendo “os últimos dias”. E não só ele, mas todos os escritores do Novo Testamento utilizam esta expressão em referência a estes tempos que estamos vivendo (I Tm.4:1; II Tm.3:1; Hb.1:2; Tg.5:3; II Pe.3:3; Jd.1:18). Sem falar que João chega a dizer que já podemos nos considerar vivendo a “última hora” (I Jo.2:18). Seriam estes “últimos dias” uma referência a estes últimos milênios?

Claro que não podemos utilizar estas figuras e simbologias para estabelecer uma doutrina. Mas, se através dos ensinamentos literais da Bíblia, conseguirmos chegar à conclusão de que não falta muito tempo para a Segunda Vinda de Jesus, então toda esta historia serviria como uma boa ilustração do maravilhoso plano de Deus. Até porque só Ele poderia arquitetar algo tão perfeito assim.

Deixe um comentário

Conecte-se com a rede social a qual pertence
  Se inscrever  
Notificação de

Veja outros

All articles loaded
No more articles to load
Agenda da Semana Agenda da Semana

Send this to a friend