Revelação da Ceia do Senhor

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
ceiadosenhor
ceiadosenhor

Texto básico: João 6. 51,53-57

Sangue é vida. A vida de alguém está em seu sangue!

Quando alguém é picado de cobra, necessita do soro determinado para combater o veneno daquela específica cobra, pois a pessoa não tem os anticorpos em si mesma e não tem tempo hábil para que o seu organismo os produza.

Neste caso, o soro está indicado e nada mais é do que a ‘parte líquida’ do sangue de alguém (no caso do soro antiofídico, sua procedência vem dos cavalos inoculados (inserido) com o veneno.

Vital Brazil descobriu a especificidade do soro, percebendo que cada veneno produzia um soro específico, isto é, o soro obtido a partir do veneno do animal que causa o acidente só neutraliza a ação desse veneno.

O processo de produção do soro antiofídico consiste na aplicação de pequenas doses de veneno no animal. Neste período, o organismo do cavalo produz anticorpos contra o veneno. Depois de um determinado período sofre sangria. Os anticorpos são separados por centrifugação do sangue. Em seguida ele sofre liofilização (remoção de água) e é armazenado.)

Resultado: A pessoa que foi picado por aquela espécie de cobra, sobreviveu à sua picada. Ou seja, o soro é produto de uma batalha vencida pelo agredido!

O sangue de CRISTO é o sangue do Vencedor, que venceu todas as tentações, nunca pecando. Mas, sofrendo cada tentação a que estamos sujeitos, constituiu em Seu sangue anticorpos contra todos os antígenos (pecados). 

Antígeno é toda substância que ao entrar em um organismo é capaz de iniciar uma resposta imune, ativando seus linfócitos que por sua vez se multiplicam e mandam sinais (citocinas) que ativam outras respostas imunes adequadas ao invasor.

O Pecado quando quer entrar em nós, o sangue de Jesus Cristo reage imediatamente para te tornar imune. Ao morrer naquela cruz, da qual nos convida a participar diariamente, ELE ofereceu até a última gota de Seu sangue, em cujo soro há todos os anticorpos necessários para se viver a vida que ELE viveu, pelo PAI e por nós.

Por isso ELE nos convida a beber de Seu sangue e a comer de Seu corpo, pois, no sangue há a vitória de que necessitamos (“Eles o venceram pelo sangue do Cordeiro’ – Ap 12. 11). Aquilo que comemos e bebemos passa a fazer parte de nós, de nossas células, de nosso corpo, de uma forma tão integrada, que não se consegue perceber a diferença do alimento e nosso corpo.

Creio que o SENHOR, quando nos orienta a celebrar a Ceia, quer que tenhamos esse entendimento, não só pessoal, mas corporativo, porque, o mesmo que acontece comigo individualmente, acontece com todo o corpo.

ELE mesmo disse que aquele que se alimenta dELE e bebe de Seu sangue, permanence nELE. Assim como ELE vive pelo PAI (a fonte de Sua vida é o PAI), assim também aquele que se alimenta dELE, será constituído essenciamente, dELE, vivendo por Sua causa (a razão da sua vida será ELE mesmo, a fonte de sua vida será ELE mesmo).

Você é aquilo que você come. Se você se alimenta dEle, sera cheio dEle.

João 6. 51 – “Eu Sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que Eu darei pela vida do mundo é a Minha carne…

v.53 – Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o Seu sangue, não tendes vida em vós mesmos.

v.54 – Quem comer a Minha carne e beber o Meu sangue tem a vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia.

v.55 – Pois a Minha carne é verdadeira comida, e o Meu sangue é verdadeira bebida.

v.56 – Quem comer a Minha carne e beber o Meu sangue permanece em Mim, e Eu nele.

v.57 – Assim como o Pai, que vive, Me enviou, e igualmente Eu vivo pelo Pai, também quem de Mim se alimenta por Mim viverá (viverá por Minha causa)”.

Por isso participamos desta ordenança, a ceia do Senhor.

Mt. 26:26

Enquanto comiam, (Jesus aproveitou o momento para abrir o entendimento de seus discípulos, enquanto o alimento estava entrando para satisfação de uma necessidde, a fome) tomou Jesus um pão (Ele é o único que pode satisfazer plenamente a necessidade do homem) e, abençoando-o o partiu, e deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. (Comece a comer o antítodo contra o pecado)

v.27 – A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; (minha vida em sua vida).

v.28 – porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend