Hanukkah: A festa das luzes

[social-share-display display="1561552678" force="true"]
hanukkahcriancas
hanukkahcriancas

O mês de Dezembro nós comemoramos Hanukkah, a festa das luzes, mas o que se propagou no mundo foi o natal comemorado no dia 25 de dezembro data estipulada pelos católicos.

O nascimento de Jesus é extremamente importante, pois o Seu nascimento mudou a história e por meio dele nós temos redenção e salvação.

Foram atribuídos alguns símbolos na celebração do natal que roubaram o verdadeiro sentido da festa, por exemplo, o Papai Noel e a Arvore de Natal. Estes símbolos não aparecem na bíblia e nem estão descritos nos evangelhos de Mateus e Lucas que descrevem o nascimento de Jesus, como também a data 25 de Dezembro, mas Jesus nasceu, viveu, morreu e ressuscitou nos dando a vida eterna e isso devemos celebrar todos os dias.

Nós somos judeus em espírito, por causa de Jesus Cristo. Gl. 3:29 Na cultura judaica, no mês de Dezembro é celebrado Hanukkah, a festa das luzes, também conhecida como festa da dedicação.

Uma festa onde celebramos os milagres do Senhor nas nossas vidas.

A palavra Hanukkah  (ou Chanucá) significa consagração ou dedicação. Em João 10:22, vemos Jesus passeando no Templo na comemoração da Festa da Dedicação. Essa passagem é a única passagem bíblica no Novo Testamento que se refere à referida festa. Não encontramos esta celebração no Antigo Testamento porque o fato que deu origem a esta festa ocorreu no ano 162 a.C.

Livres então do domínio e da ocupação do exército grego-sírio, os macabeus dão início à purificação do Templo em Jerusalém. Realizam com grande celebração a rededicação do Templo com a consagração de um novo altar. O chamado ner tamid (fogo eterno) foi novamente aceso na menorá, mas o óleo de oliva consagrado para queimar na menorá era suficiente para mantê-la acesa por apenas um dia e por um milagre do Deus, o fogo na menorá continuou queimando por mais 8 dias.

Considera-se milagre não só os oito dias da queima do óleo na menorá do interior do Templo, mas também a vitória do exército dos Macabeus sobre o poderoso exército sírio-grego.

Os judeus celebram a chamada Festa da Dedicação (ou festa de Hanuká) todos os anos durante oito dias, representando os oito dias do milagre do fogo no Templo. O maior símbolo de Hanuká é o candelabro de nove pontas – a Hanukía, como é chamada. A Hanukía possui oito velas e uma vela central, mais alta que as outras, chamada de Shamásh (servo), com a qual todas as oito velas são acessas, uma a cada dia. É costume judaico colocar a Hanukía na janela das casas, de maneira que todos possam vê-la e se lembrar do milagre.

O tema principal de Hanuká é a re-consagração do Templo, e I Co. 6:19-20, relata que nós, crentes nascidos de novo, somos o Templo do Espírito Santo. Os crentes não judeus são co-herdeiros em Yeshua das promessas de Abraão (Gl. 3:29).

Nesta festa, nós temos a oportunidade de nos reconsagrarmos, rededicando nossas vidas integralmente ao Senhor. Precisamos nos arrepender e decidir ser santos.

Somos a luz desse mundo e precisamos manter aceso em nós os sonhos de Deus e crer nos milagres do senhor nas nossas vidas.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend