Restaurando a Fé

[social-share-display display="1561552678" force="true"]

Mateus 14:25-33

O maior inimigo da fé chama-se: incredulidade; e a incredulidade traz consigo outros inimigos, como o terror, o medo e a dúvida. No texto que lemos vemos duas posturas diferentes (a dos discípulos e a do mestre) e um desafio (andar sobre as aguas).
A postura dos Discípulos.

Eram homens comuns porem privilegiados: caminhavam com Jesus, aprendiam Dele, ouviam e viam seus ensinamentos e maravilhas. Mas na hora da crise, não lembraram e nem reconheceram o Mestre.

A postura do Mestre.

Jesus sabia que os discípulos estavam em crise, porque Deus o revelara. Vs.23 fala que ele estava no monte orando. O líder precisa sempre subir ao monte da oração; é lá que Deus vai revelar o caminho que ele precisa trilhar.

Quando Jesus chegou ele liberou uma palavra: coragem! Não tenham medo! Jesus sempre vai chegar na nossa vida com uma palavra de coragem, de ânimo. Ele andou sobre as águas para restaurar a fé dos discípulos. Jesus nunca vai chegar até você com uma palavra de desanimo ou fracasso, pelo contrário, a Palavra de ânimo de Jesus vem sempre acoplada a um desafio.

O desafio.

Pedro, cheio de dúvida no seu coração, temeroso ainda sem acreditar que aquele realmente era o Mestre, resolveu ousar “se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas”. E foi ai que veio o desafio: “Venha”, respondeu ele. Não era simples para Pedro simplesmente sair do barco e andar sobre as
águas; Todas as situações levavam Pedro a desacreditar de que era possível andar por sobre aquelas aguas. Mas Jesus o desafiou:

VENHA.

Pedro jamais experimentaria o sobrenatural de Deus sem que primeiro, ele decidisse ousar e obedecer a palavra. Nós já aprendemos que Pedro andou não apenas sobre as águas, mas sobre a Palavra de Jesus.
É verdade! Mas para que Pedro andasse sobre essa palavra, ele precisava de fé.

É preciso abrir mão do medo! Na nossa caminhada com Deus, sempre encontraremos desafios. Embora Pedro tivesse uma palavra, ele PRECISOU deixar o medo no barco e correr o risco de afundar. Ele precisou sair da sua zona de conforto, abrir mão daquilo que ele acreditava ser o mais seguro, para experimentar o sobrenatural de Deus.

Os desafios de Deus na nossa vida sempre vão nos levar a experiências sobrenaturais, porém a decisão é toda nossa.

O que Jesus disse para os discípulos no barco: “Coragem! SOU EU! Não tenham medo!”. Muitas vezes o medo e a incredulidade vêm no nosso coração porque não conhecemos quem é o Senhor que nos chama! Os discípulos ficaram aterrorizados porque não reconheceram a voz do Mestre. Se você soubesse quem é o Senhor que te chama, você não alimentaria a duvida e o medo no seu coração.

Pedro então resolveu abrir mão do medo e saiu do barco. Mas depois de poucos passos, ele começou a olhar para os ventos e deixou o medo entrar no seu coração novamente. O que ele precisava lembrar é que quem o esperava do lado de fora do barco era o único que pode nos ajudar mesmo se viermos a afundar. É preciso então correr o risco; sair do barco; dar o passo; tentar caminhar. No argumento
de “aqui no barco é mais seguro” escondemos muitas vezes o verdadeiro sentimento de medo. Mas está escrito que o Verdadeiro Amor, aquele que nos espera do lado de fora do barco, lança fora TODO medo.

Ouse sair do barco. Hoje Jesus quer restaurar a sua fé. Hoje é dia de vencer esses inimigos da sua fé. A palavra de Jesus é a mesma: CORAGEM!

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Veja outros

Agenda da Semana
Send this to a friend