Como Vencer as Lutas e Pressões

vencer
vencer

II Crônicas 32:1-23

Ezequias era um rei fiel diante de Deus. Todavia ainda assim ele teve lutas e pressões. Na verdade o inimigo se levantou contra Jerusalém nos seus dias. No verso primeiro lemos que a luta veio depois de demonstrar fidelidade a Deus. Nem toda luta está associada com o pecado. As pressões e os cercos acontecem a todos nós.

I) Como vencer os cercos e as pressões?

1. Tapar as fontes que saciam os inimigos (vs.3)

A equipe que está aliançada com o líder entende que a direção que está sendo dada, vem de uma consulta prévia ao Senhor. A equipe precisa reconhecer isso em seu líder. Podia parecer absurdo tapar as fontes de águas, porem essas fontes também facilitariam a vida de seus inimigos.

2. Restaurar os muros quebrados (vs.5)

O nosso caráter é o nosso muro espiritual. As brechas em nosso caráter precisam ser tapadas, caso contrário o inimigo terá lugar para entrar.

3. Erguer as torres (vs.5)

As torres são práticas que nos protegem contra o inimigo como a oração e a meditação na palavra (Hc.2:1).

4. Levantar um muro por fora (vs.5)

Dois muros foram necessários para dar proteção à cidade. Podemos dizer que o nosso caráter é representado por dois muros: um interior e outro exterior. O interior é o íntimo do coração e o exterior aponta para a vida que temos publicamente

5. Fazer armas e escudos (vs.5)

Existem armas espirituais que precisam ser usadas (II Co.10:3-5).

Temos dois tipos de armas espirituais: as armas defensivas e armas ofensivas.

ARMAS DEFENSIVAS:

  • O sangue de Jesus (Ap.12:11)
  • A Palavra de Deus (Ef.6:14-17)
  • A couraça da justiça (Ef.6:14)
  • O escudo da fé (Ef.6:16)
  • O capacete da salvação (Ef.6:17; I Ts.5:8)
  • Os sapatos do evangelho da paz (Ef.6:15)

ARMAS OFENSIVAS:

  1. Nome de Jesus (Fp.2:9; Mc.16:17-18; Jo.16:23-24)
  2. A confissão de fé (Mc.11:22)
  3. A Palavra de Deus (Mt.4:1-2; Ap.1:16)
  4. O louvor e a adoração (At.16:23-26)
  5. Assumir uma atitude diante da guerra

II) O bombardeio do inimigo

O alvo do diabo é sempre tentar minar a nossa fé pois a única batalha para a qual somos convidados a combater é a da fé.

1. O inimigo põe em dúvida a razão da fé (vs.10) – O inimigo disse: “em quê?”.

2. Põe em dúvida o poder de Deus para nos livrar (vs.11) – É possível alguém crer em Deus mas não crer que ele tem poder para livrar.

3. O inimigo põe dúvida em relação à fidelidade de Deus (vs.12) – Foi justamente depois de ser fiel que a luta veio a Ezequias.

4. Dúvidas em relação ao poder do bem e do mal (vs.13) – As evidências do mundo caí-do parecem dizer que o mal tem prevalecido.

5. Tenta nivelar Deus com as outras forças (vs.14) – O inimigo quer que olhemos para o lado para ver se alguém tem recebido de fato algum milagre. Além disso o inimigo quer nivelar Deus a outras coisas. Se cremos nisso mais do que no Todo-poderoso então já cedemos a essa mentira.

Deixe um comentário

Conecte-se com a rede social a qual pertence
  Se inscrever  
Notificação de

Veja outros

All articles loaded
No more articles to load
Agenda da Semana Agenda da Semana