Taking too long? Close loading screen.
Uma Igreja Viva Para O Deus Vivo

Jesus a nossa Páscoa

0

Pois Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado”. (I Coríntios 5:7)

Essa semana celebramos a Páscoa. No entanto, essa festa tão importante para os cristãos, se tornou mais um comércio e uma fábula, com ovos e coelhos, e se distanciou muito da sua essência. Por isso, vamos estudar um pouco sobre a verdadeira Páscoa, a Páscoa Bíblica.

Houve um tempo na história dos judeus em que eles se tornaram escravos no Egito, e tudo o que eles tinham era uma promessa de Deus, de que Ele libertaria o Seu povo e os levaria para uma terra de abundancia e prosperidade. Após mais de 400 anos vivendo essa realidade, Deus começou o processo de libertação, levantando Moisés para conduzir o povo. Vieram as pragas sobre os egípcios e antes que a última praga viesse, a praga da morte, o Senhor deu um comando ao povo: celebrem a Páscoa! Como assim? Que festa é essa?

Eles teriam que, naquela noite, matar um cordeiro perfeito, passar o sangue do cordeiro nas portas da casa e come-lo em família, agradecendo ao Senhor pelo livramento que viria. Era o que chamamos hoje de “ato profético”. Quando o anjo da morte visse o sangue, não entraria naquela casa, e toda a família seria guardada da destruição. Naquela noite, o povo de Israel saiu do Egito e começou a caminhar para a terra da promessa.

Ano após ano, até hoje, os judeus celebram a Páscoa como um sinal da libertação e do cuidado de Deus. Mas, quando Jesus veio, a celebração da Páscoa se tornou ainda mais importante. Aquela primeira páscoa era apenas o anuncio do que iria acontecer em Jesus. Ele veio como o Cordeiro Perfeito de Deus, que tira o pecado do mundo, para nos trazer libertação, nos levar a viver o cumprimento de Suas promessas e guardar nossa casa.

Veja bem, nós vivíamos como escravos do pecado, neste mundo de trevas, e assim como nos dias do Egito, para sermos libertos, o Cordeiro precisava ser morto, e foi aí que Jesus tomou o meu e o seu lugar, e morreu por nós. Só Ele poderia fazer esse sacrifício porque Ele é perfeito. E quando Ele morre, o seu sangue é derramado por nós, como o sangue que foi derramado nas portas das casas dos judeus. Agora, o inimigo não pode mais entrar no nosso coração e nos destruir, estamos marcados pelo Sangue de Jesus.

Só que Jesus não morreu e permaneceu morto. Ao terceiro dia, Ele ressuscitou!!! E nós, que nascemos Dele, fomos libertos por Ele, agora podemos viver as promessas de Deus, a vida abundante do Senhor, de prosperidade e paz.

Por isso declaramos que JESUS É A NOSSA PÁSCOA! Nós celebramos a vida que podemos ter Nele, a liberdade que podemos viver Nele. E por essa razão não aceitamos o engano do inimigo.

 

Deixe uma resposta