Taking too long? Close loading screen.
Uma Igreja Viva Para O Deus Vivo

Cuidando do território conquistado

0

 II Crônicas 32:1-8. 

Nosso inimigo não dorme e não descansa, ele fica maquinando um meio de entrar na cidade fortificada. Quando você recebe Jesus como Senhor de sua vida, se torna uma cidade fortificada, os demônios não tem acesso direto como antes, não tem domínio sobre esse território mais. Porém ele não desiste de ter o controle de sua vida de volta. E como Senaqueribe, rei da Assíria, ele intenta se apoderar novamente de nós.

Ezequias, rei de Judá, tinha que proteger a cidade. Você tem que proteger a sua vida e não permitir o livre acesso outra vez. Você não pode esquecer que agora você é uma cidade fortificada. E como cidade fortificada não deve facilitar nada para o inimigo. Como assim? Quando Ezequias viu que Senaqueribe vinha e estava resolvido a guerrear contra ele, tomou providência, resolveu, decidiu se mexer e não ficar acuado com medo do inimigo. Diante de uma ameaça de guerra, não deixe que o medo se apodere de você e te torne impotente, pelo contrário, resolva lutar, decida o que fazer para neutralizá-lo. A primeira atitude do rei: 

  1. Reunir a equipe

É importante que você não esteja sozinho. Quem é sua equipe? A quem você se dirige antes de tomar suas decisões? A nossa tendência é decidir sozinhos, não ouvimos os outros mais experientes, não queremos saber da opinião dos pais, dos líderes, mentores, pastores. A Bíblia diz que com muitos conselheiros há bom êxito (Pv.15:22b). Precisamos de sabedoria para decidir. Sabedoria é a capacidade de julgar corretamente e agir prudentemente e para isso, precisamos aprender a ouvir. 

  1. Tampou as fontes das aguas (Vs.3)

Esta é uma estratégia de guerra para neutralizar ação do inimigo. Como guerrear com sede? Como cuidar dos feridos, sem agua? Sabemos que toda guerra duras dias, semana, meses e até anos, e uma fonte de água era inegociável para se fazer uma guerra.

Como estão as suas fontes? Desprotegidas e disponíveis para o inimigo? O inimigo está vindo e onde ele tem matado a sua sede? O que tem jorrado de suas fontes que tem alimentado seu inimigo para que ele continue lutando contra você? O inimigo está vindo, você fechou suas fontes? Não sacie a sede deles, estarão se fortalecendo contra você; lembre-se, seu alvo é te destruir, ocupar teu território, te dominar, ter o poder nas mãos outra vez. Estamos alimentando o inimigo de nossa mente aceitando o que ele diz?

“Eu não consigo, são muitas, preciso de muitas pedras”. Aqui entra a equipe, os líderes. O texto diz nos vs.3 e 4 – “e eles o ajudaram”. Você não está sozinho nesta guerra! Tem muita gente para te ajudar a tapar as fontes, pare de lutar sozinho. “Não quero que ninguém saiba”, “não quero me expor” ou comentários semelhantes não vão colaborar, precisamos de ajuda, são muitas fontes fora da cidade. Tem muitas bocas maledicentes para nos atingir, para nos ferir, para nos destruir, por isso temos que juntar muita gente mesmo para dizer: não vamos nos entregar, vamos lutar até o fim pela nossa conquista! 

  1. Edificou os muros quebrados e levantou outro muro (Vs.5)

Normalmente na hora da guerra é que vamos verificar nossa real condição de luta. Como estão nossas armas, se temos munição, se nossa armadura de guerra está boa ou se está velha ou enferrujada, se os muros de proteção estão todos bem firmes ou se tem algum quebrado. Tem muita gente com seu material de guerra avariado, danificado. Seus muros estão quebrados e nem tinha percebido, não tinha percebido que suas armas estavam enferrujadas e já não servia para disparar nenhuma bala mais. Senaqueribe está vindo, como você vai lutar?

Muro é sinal de proteção, é uma barreira para impedir o inimigo de entrar. Muro quebrado é sinal de brecha aberta em nossa vida, precisamos fechar as brechas, não só fechar mas levantar um outro muro de proteção. Onde está a brecha em seu muro? Por onde o inimigo tem entrado e tentado destruir sua vida?

Sabemos que levantar muro fala de oração, você precisa levantar muros de oração em sua vida. No relato de Jesus aos discípulos no Evangelho, Ele diz que existem castas de demônios que não se expulsa senão pela oração e pelo jejum (Mc.9:29). A nossa oração e o jejum colocam nossos inimigos para correr e nos protege de toda investida do adversário contra nós.

 

Deixe uma resposta